Filha,
Você ainda não anda nos blogs e a menos que eu te mostre você não vai ler isso e se eu mostrar você também não entenderá a importância que tem o que vou escrever, mas o farei mesmo assim um dia você entenderá.
Eu já te amava mesmo quando você ainda era um sonho que eu julgava estar longe de acontecer, amava a ideia da sua existência. Você passou de sonho a realidade na primeira tentativa e quando isso aconteceu você já tinha nome e eu um mundo de planos pra você.
Eu já sabia tudo, sabia como ia te educar, sabia com quantos anos iria pra escola e quantos irmãos teria, sabia o quanto ia te amar, que jamais magoaria você.
E então você nasceu e eu percebi que eu não sabia nada, você engatinhou antes de eu imaginar, falou depois do que eu desejei, e eu nem sei qual foi a primeira palavra que você pronunciou (só sei que depois que começou não parou mais), você não come tanto quanto achei que você comeria, você não tem irmãos e foi pra escola antes do que eu pretendia. Seus olhos não são verdes como os do seu pai e você não tem medo de rã como eu. Eu já te magoei muitas vezes, já te fiz chorar, já dei palmada na sua bunda e já gritei com você sem motivos. O meu amor por você é incomensurável e eu achei que sabia o quanto seria…
Você me deu uma rasteira, filha, me mostrou o quão tola eu fui por achar que ia ser uma super mãe a prova de erros e que tudo podia ser planejado e perfeito, você me fez entender que eu sou uma super mãe, mas  isso não faz de mim uma divindade.
A gente acha que esse papel é nosso, o de ensinar a falar, a andar, a comer, a se portar, a escrever…
Mas a realidade é que a maior lição quem me deu foi você: que eu posso simplesmente ser Eva e posso amar, chorar, perdoar, ser feliz, ser forte, ser fraca, que eu posso  dar meu colo pra você chorar, assim como você pode me dar o seu.
Você me ensinou que não é tão frágil como eu julgava que seria. Que é mais sábia que nós adultos, que sabe perdoar e dar valor ao que de fato é valioso. Isso me ensina que o amor é incondicional e que nenhuma das duas palavras é sinônimo de perfeição, que é necessário cuidado, carinho, mas os deslizes serão uma constante na vida.
Você me permitiu ser mais leve porque você entende que minhas desculpas são sinceras. Entende que o que eu quero é ver o seu sono tranqüilo durante a noite e o sorriso do seu rosto durante o dia mesmo que minhas atitudes nem sempre estejam alinhadas a esse desejo.
Tudo isso faz com que eu seja uma mãe realizada, coruja e que vê em você uma super filha irretocável. Eu faria tudo de novo, eu não pediria que você fosse nem um tantinho diferente, não pediria nem que você gostasse mais de comer nem que você fosse menos ativa. Mamãe reclama, mas as mães são assim, elas reclamam demais, elas querem perfeição, mas não percebem que a perfeição é chata!
fotografia: Eder Jules
edição: Eva Caroline

11 Respostas to “O meu presente diário…”

  1. Que lindo depoimento. sem comentarios.
    beijos cheios de amor e carinho pra filhota e pra neta amada e linda.

    [Responder]

  2. Eva… eu amo o seu blog. Amo!!!
    Um beijo meu, Elisa.

    [Responder]

  3. Oi, Eva….amei seu blog, amei suas artes, amei sua casa, sua filha é linda, vc também, enfim…vc é uma pessoa muito especial e abençoada por Deus ! Já virei seguidora …quando puder, me faça uma visitinha no meu humilde bloguinho…

    Beijocas,

    Helena
    http://diaadiacorridinho.blogspot.com

    [Responder]

  4. Ai, chorei!
    Amanhã meu Bruno faria 24 anos, então…tô uma bolha: estouro por nada e me deságuo. Ainda tenho mais um aniversário, um dia das mães e aí eu volto a fingir que sou forte e corajosa.
    Aliás, sabe qual é a definição de coragem?
    "Coragem é a capacidade que um covarde tem, em esconder seu medo".
    Bjs querida.
    Lindo, lindo, lindo post.
    E ainda tô chorando…

    [Responder]

  5. Lindas essas palavras que vc escreveu,mãe é mesmo assim, tenho 4 filhos e sei bemo que é isso…
    obrigada pela visitinha em minha casa e volte sempre que quizer,viu?.. bjinho

    [Responder]

  6. É menina, eu tb olho em blogs, revistas, e tudo mais mas nem de longe consigo fazer algo parecido com a sua casa, vc é uma artista, assuma!!! Um dia eu chego perto… Beijos!!!!

    [Responder]

  7. Nossa que lindo.
    Você é uma artista multipla e maravilhosa.
    Que declaração mais linda.
    PArabéns pela delicadeza, pelo olhar, pela vida.
    beijos

    [Responder]

  8. Oi Eva!
    Conheci a sua casa e vim aqui te dizer que amei! Parabéns!
    Bj

    [Responder]

  9. que amor,
    ser mãe é tudo de bom!
    E que festa essas fotos, show!!

    obrigada por sua visita tão querida, vc é sempre bem vinda!
    bjinhos

    [Responder]

  10. Nossa, Eva, é de arrepiar esse seu depoimento. Lindo, lindo, lindo, assim como o amor que sentimos pelos nossos filhos. A Isadora deve ser muito feliz, pois amor é o que não lhe falta. bjs.

    [Responder]

  11. Pois é chorar é coisa de mãe né? E chorei ah como chorei…..
    Tu resumiu tudinho em forma de experiência…

    bjs
    Paty

    [Responder]

Escreva um comentário

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

© 2014 asperipeciasdeeva.com.br Suffusion theme by Sayontan Sinha