… e do marido e da filha!
Por aí vocês imaginam como isso não deve ficar né? Ele foi até apelidado carinhosamente de: Moquifo. E não é pra menos porque é nesse cantinho [que é beeem cantinho] que eu faço todas as minhas invenções, minhas postagens, que trabalho quando sobra tarefa pra casa e dona Isadora também.
Mas eu já estava ficando desesperada com tanta bagunça, era difícil manter as coisas no lugar, a mesa estava sempre cheia de brinquedo, papel, lapis… T E R R Í V E L.
Decidi dar um basta!
Mas a missão não era assim tão fácil
Esse comodo é bem difìcil de acomodar os móveis porque só tem uma parede livre, janelas enoooormes, que amo, mas que abrem pra dentro e “comem” um espaço enorme, nas outras duas paredes portas que vão quase de um lado a outro.
O outro fator era: falta de móveis adequados como um armário ou estante pra guardas certas coisas. além de excesso de coisas que só atrapalhavam
Completando a epopéia tinha que conseguir fazer tudo isso sem gastar um centavo sequer.
Então: 
Atenção, 
Concentração, 
Vai começar, 
Já começou, 
A palavra é:
O R G A N I Z A R
ANTES
(porque eu sou humana, tenho bagunça em casa sim…)
DEPOIS 
(clique na imagem pra ampliar)
Saí pela casa atrás de coisa que poderia utilizar. Roubei essa prateleira branca da cozinha que fiz pra colocar minhas canecas que amo e coloquei aí pra colocar as coisinhas miudas! (depois mostro o esqeminha de fazer a estante tá? podem cobrar)
Agora uma parte que não é mais o antes e ainda não é o depois:

A minhas mesa (a de lá de cima) é nada mais nada menos que uma porta sobre dois cavaletes, como ela é meio grande eu dividia com Dona Dora, mas sinceramente não dá, duas espaçosas juntas não rola. Então peguei essa mesa que já foi da cozinha pra fazer um cantinho para ela. Mas achei ainda meio sem graça, precisa de um colorido, então já estou providenciando!

Isadora ama ler, e os livros dela tem qjue estar sempre a mão, arrumei essa solução mas não gostei, por enquanto vai ficar assim…

Gostei do resultado geral, a colocação das mesas na lateral do quarto ampliou o espaço, melhorou a circulação e ficou mais leve. Gostaria de não ter coisas embaixo das mesas como caixas organizadoras com os tecidos e papeis, mas por enquanto foi o que deu!

Foto: Eva Caroline

Bom, consegui cumprir a primeira etapa da missão, esse fim de semana partirei pra outra etapa – espaço de Doricas.

Beijos e queijos pra todos!

P.S. Pronto, são 2 da madruga e eu não ia sossegar enqaunto eu não postasse, agora cama que amanhã a mocinha aqui não pode ficar na cama até a hora que quiser.

o  novo lay da minha amiga Ana Medeiros – A casa que a minha Vó queria…
Tá eu amava o topo do antigo com seu “azulejo hidráulico” e vermelhão vibrante, maaas o novo está digamos assim: simplesmente fofo e delicado, sem deixar de ter seu toque moderninho. Com direito a listras e babados e uma logo novinha! Sem contar que marrom e rosa é tudo né?

Tá, eu sou suspeita né Aninha? nossas madrugadas que o digam…
Mas se você dúvida corre lá e confere! Se eu ficar aqui tagarelando perde toda graça! tem que ir lá ver.
E eu to sumida porque tô inventando moda!

… um cantinho bem branquinho da minha cozinha.
Eu adoro adesivo, mas nunca tinha colocado nenhum aqui em casa [ pode? ]
Num desses dias de loucura por inventar algo, tipo: ou faz alguma coisa ou surta, resolvi pegar um pedação de vinil adeviso e adesivar algum canto da casa, saí em busca desse canto e achei um pedacinho do batente da cozinha (que divide a cozinha da copa), um cantinho sem graça e local de transito da casa, então não dá pra por móvel [ até dá mas fica ruim ].
Fiz o desenho no verso, recortei e apliquei!
Deu um pouco de trabalho porque ele é bem pequeno e tinha que ter um certo cuidado em algumas areas.
Fiz esse desenho porque o maridão adooooora café e poucas vezes faço algo na casa pensando nele, foi uma forma de carinho.
Ele adorou, Isadora adorou e todo mundo que vem aqui se encanta.
É quase uma convite pra um cafezinho e um bom papo.

Quanto eu gastei? o valor de 25 cm de contact colorido !
O que eu ganhei: sorriso, aconchego e  vários elogios ;)

… não podem simplesmente passar em branco.

A gente vive num mundo de corre corre, onde não se consegue mais parar pra bater um dedo de prosa com o visinho [porque não dá tempo] e por isso estamos cercados de desconhecidos. As relações passam a ser só as comerciais, o individualismo aumento e a troca diminui, os sentimentos vão ficando de lado.
Mas quando você acorda de manhã e lê isso:

Talma disse…
Ai Gê-zuis, por que esse “né Talma?” ?? Quê-queu fiz?? rssssss
Florzinha linda, apesar de morrer de medo de ter um quadro deslizando ‘delicadamente’ e de bico na minha testa ( sim, porque eu sou uma pessoa prá lá de estabanada) eu amo, adoro, suspiro naquela sua foto carta-de-baralho, aquela em que vc está com a cabeça prá cima e maridão de cabeça para baixo.
E essa coisa de prateleira na cabeça e chapéu/boné…não consigo. Noutra encarnação eu devo ter morrido decaptada….rssssss.
Minha mãe usa uma expressão que vc, como baiana, vai entender. Ela brinca, dizendo que “meu orixá de cabeça” é alguém muito teimoso…rssss.
Eu prefiro crer que talvez seja Iansã – aí o vermelho se explica.
……………
Pois é, seu presentinho…
Foi comprado pensando na sua sala e num canto bem específico dela. Sei que vai combinar.
Mas tem algo no presente de mamis que vc vai querer, porque vi que vc tem um irmão gêmeo.
Só falta este corpo lento ir até o correio, para se informar de como despachar essas coisas, mizifia! rsss.
E o porquê, vá entender?? Deve ser porque eu amo vc.
;-)
Bjs!!!

O seu coração se aquece e você percebe que ainda há sentimento no mundo, que esse trecho aí de cima que eu acabei de escrever não é de todo verdade.
Me fez sorrir e me deixou emocionada. Nunca olhei nos olhos da Talma, nunca senti o cheiro que ela tem, mas consigo sentir o seu carinho verdadeiro por mim, toda vez que ela passa por aqui e me deixa algum recadinho.
Sabe, a gente não se fala todo dia, não troca e-mails. Eu vou lá vistar ela e ela vem aqui me visitar, mas não precisa de nada além, o carinho vem.
E ontem eu me conversava com Aninha pra entender pra tenho um bloge porque quero mantê-lo, acho que coisas assim explicam e acho que a gente as vezes fica querendo procurar explicação demais.
Talma, obrigada
você é pra mim um exemplo de pessoa pelo seu amor à vida, pela sua alegria, pela forma de enxergar as coisas e eu também adoro tu.
Você é delicadeza e alegria!

Acho que mais palavrar agora não cabem… você ficar aqui sentindo o meu coração aquecido! 

… é mais fácil que do que parece.
Eu já mostrei meu quarto aqui e vou mostrar de novo pra falar como é possível decorar sem gastar muito.
Algumas detalhes já sofreram alterções, mas tá valendo.
Sabe, ele pode até não ter ficado assim uma  Brastemp né Talma? Mas também não tá largado, impessoal, esse não poderia ser o quarto de qualquer pessoa, este quarto só poderia ser o meu. Então se você está lamentando porque não tem grana pra decorar pode parar!

As coisas que eu acho mais bacana no resultado:
A prateleira na cabeceira da cama, porque ela me possibilita mudar as coisas, então sempre tem algo saindo dalí e algo novo aparecendo, assim eu não canso, sacia minha sede por novidade necidade de uma enorme mudança.
A outra coisa são as cores, tinha uma dificuldade de encontrar a cor do quarto, sempre gostei de azul e já fiz meu quarto assim, mas azul pra um quarto de casal, apesar de tranquilizador é frio né??? não dá.
Vermelho num quarto pra duas pessoas como eu e Eder [agitadíssimos] nem pensar e por ai vai. O marrom com rosa caiu perfeito, são traquilas, trazem aconchego e calor, eu sinto carinho só de olhar.

O tecido de bolinha atrás também é bacana porque dá pra trocar, tirar pra lavar, então bem tranquilo e vamos combinar bolinhas são demais né? [redundância]

Mas vamos voltar pro que interessa no post que é o baixo custo.
Eu não gastei nada porque tudo que usei eu já tinha em casa.
Aliás comprei só os tecidos das almofadas e eu mesma costurei [ costura reta dá pra desenrolar ].
O resto eu saio pela casa vendo o que posso tirar de um lugar e remanejar pra outro, vejo o que tem no ambiente que eu possa transformar e dar uma cara nova, evitando comprar sem necessidade:
Então a luminária da esquerda forrei com um tecido combinando com a almofad, tirei a base e pendurei.
A da esquerda era da sala eu so acrescentei uma continhas e umas borboletinhas nas cores do quarto, peguei a que tava no quarto, remodelei e mandei pra sala [ assunto pra outro post ].
As caixinhas em cima do apoio já tinha nessas cores mesmo, mas guardadas dentro de um armário.

Esses quadrinhos, eu já tinha desse painel de fotos aqui, que tive que desmembrar ele quando mudei pra essa casa que é bem menor, escolhi fotos que tsugerisse mais intimidade e só a moldura branquinha termina se encaixando em qualquer lugar. A prateleira ajudou porque não precisei furar nadica de nada.

Ao lado dos quadrinhos uma miniatura de manequim que comprei porque achei fofinho, mas nunca ancontrava um lugar que acolhesse ele e um potinho de vidro reaproveitado [ lembram? ] cheio de miçangas e continhas nas cores do quarto.

Do outro lado um movelzinho de madeira que comprei pra Doricas em Gravatá, masss ela não é muito chega a bonecas sabe e desistiu do quarto de boneca que ela tinha [ confisquei a comoda o guarda roupa e uma mesinha de centro pra peripécias ]. Esse outro quadro com as releituras feitas por ela nas aulas de história da arte [ detalhe: eu não emoldurei as "artes" eu pequei esse quadro e enfiei as imagens na folga entre o vidro e moldura ]. Gosto desse contrate que causa: a moldura reta e branca do outros quadros com essa dourada e trabalhada. Um porta retato [ aguardando uma foto - fato ].

E pronto minha gente, deu trabalho? gastei grana?
Se precisarem de ajuda é só dizer, mas um e-mail, um comentário, uma mansgem no celular, telegrama.
Não sou decoradora, mas sou arteira e adoro um desafino né Aninha?
Beijos e queijos pra vocês

Ando muito tagarela né?

Tem diferença?

Às vezes eu fico pensando em umas coisas (não sei porque patavinas, mas fico):

Gente, tem diferença estar casada ou juntada? o que define um casamento?
Eu acho que mesmo quando não se divide a mesma cama ou a mesma casa um relacionamento, a depender do nível de envolvimento já é um casamento. Um papel, uma anel, não é o que faz a vida a dois.
É exatamente a vida, o dia a dia, a meneira de encarar a relação que a transforma no que ela de fato é.
Ou seja: “juntou as coisas, casou!”
Você vai acordar descabelada e quem estiver ao seu lado vai te achar linda, você vai aturar o mau humor desta pessoa e nem por isso deixará de amá-la (terá vontade de matá-la, mais ainda amará).
Você vai cuidar dela e ela de você, aprenderão a dividir e a respeitar o desejo de individualidade do outro. Você aprenderá que as consequências de suas ações não recaem mais apenas sobre você, existe mais alguém em quem pensar.
Você voltará prá casa e saberá que terá alguém pra te abraçar. Você fará “merdas” e sabe que de alguma forma vai ser repreendida por alguém, porque tem quem se preocupe com você e que esse alguém com certeza, vai te proteger dessa “merda” se você precisar.
Estar casado, não é assinar um papel e fazer um festa linda.
Pra alguns isso faz parte, pra outros é um rito, uma passagem, pra outros dispensável, mas de longe isto é o que torna o casamento um fato!
beijos e queijos

… Juro que tento não mudar mais. [RS]

Sem mais.

Se tem uma coisa que eu adoro são embalagens, já me peguei milhõooooes de vezes escolhendo o produto pela embalagem que ela tem e não pelo produto em si.

Mas o que eu quero mesmo falar é das embalagens de vidro que eu acho tudo! E porque?
Porque elas são lindas, altamente reutilizaveis e 100% recicláveis.
As embalagens de plásticos são umas vilãs, se aproveitam da palavra praticidade e por trás dela esconde todos os outros malefícios.
As embalagens de plástico rapidinho vão pro lixo, porque amassam, ficam feias (quando não já são), nem preciso falar de todo impacto ambiental que causam com isso, sem contar os que são causados para sua produçaõ etc, etc e etc.
As de vidro, depois de usar o produto são materia prima de primeira para mil e uma coisas.
Há quem possa pensar que os produtos que vêm em embalagens de vidro são mais caros! Sim, normalmente são, mas com certeza você vai até uma loja comprar algo que provavelmente aquela embalegem de plástico jogada no lixo poderia ser ser fosse de vidro? Confundi? Eu explico:
Você opta por levar a geleia de morango da embalagem de plástico por ser R$ 0,50 – R$ 1,00 mais  em conta que a da embalagem de vidro, ambas tem a mesma qualidade e você economiza. Ok?
Um tempo depois você percebe que está precisando frasquinhos para condimentos o que você faz? vai até uma loja e compra um conjunto de potinhos que não vai sair por menos de R$ 10,00 (se você tiver sorte e paciência de bater perna).
Se tivesse optado pela geleia do pote de vidro, aparentemente mais cara, teria em casa potinhos de vidro adequados para esse tipo de produto, sem precisar perder tempo com comprá-los, nem desembolsar dim dim).
Gente o vidro não retém cheiro, armazena e matem muito bem os alimentos, são fáceis de limpar, não mancham, e são duráveis.
Se você for jeitosa ainda pode customizar. Se não for o vidro por si já carrega uma certa beleza.
Aqui em casa é lei, sempre dou prioridade às embalagens de vidro, assim eu atrelo algumas coisas numa só:
cuidado com o meio ambiente
- redução de consumo
- economia
- condimentos bem armazenados
- beleza na minha casa
- praticidade
- e mais um bocado de coisas.
Uso:
- Na pia da cozinha com detergente de prato (eu guardo as válvulas de embalagem de cosméticose uso)
- Na pia do banheiro com sabonete líquido
- Pra dividir produtos que compro em embalagens grandes
- Guardar os tais contimentos
- Guardar molhos pra saladas e molho de pimenta preparados em casa
- Escolho uma garrafinha bem bonita pra levar à mesa com azeite
- As garrafas mais bonitas uso pra colocar água na geladeira (e não me digam que isso é brega, é brega porque “não foi comprado” – brega pe algo que não atende bem a função destinada)
- Os potes maiores (tipo de palmito) uso pra guardar alimentos abertos: maisena, fubá, sal, milho de pipoca, etc..
- Fora da cozinha ainda armazeno meus materiais de trabalhos manuais: botões, miçangas, sobras de fitas, lapis, canetas, tesouras, ferramentas, pinceis.
- Simplemente não há limite para o uso deles. E eu já falei demaaaaaaaaaaaaais [rs]

Essas fotos eu fiz especialmente pra esse post, aí embaixo outras que já apareceram por aqui:


Outras ideias eu vi:
aqui
aqui
aqui
aqui
aqui
tem um monte e to procurando mas não acho….

Sobre o vidro e seu aproveitamento total na hora de reciclar aqui
E não esquece de quando quebrar não jogar no lixo, encaminhe ao ponto de coleta!
bijos

DEPOIS

ANTES

Pois é não ficou exatamente como eu queria, mas melhor que ele ir pro lixo!
Hoje resolvi terminar o telefone (que já estava com o durepoxi fazia uns dias).
Fiquei olhando meus tecido até que “decidi” alguns, pra variar eu não sabia exatamente como ia fazer, só sei que ia.
Quando peguei o telefone me toquei que ia precisar dar uma base de tinta, pra ficar mais bem acabadinho.
Usei tinta spray, mas antes lixei o durepoxi pra ficar mais bem acabadinho.
Pintei inclusive as teclas, porque nao tinha como isolá-las, pensando que depois podia usar caneta pra CD pra escrever os números. detalhe: eu só tinha tinta spray lilás e por falta de opção foi a que usei:
Depois conversando com a Mami pelo msn e fazendo as coisas ao mesmo tempo percebi que a tinta não “pegou” nas teclas e elas estavam descascando!!! EBA! acertei errando… rs
Mas aí percebi uma coisa: o telefone era de plástico e achar uma cola que cole tecido em plástico é complicado, principamente porque o telefone é cheio de curva e fazer o tecido se moldar ao telefone não ia dar. Pensei em guardanapo, mas só tinha um que ficaria legal no lilá (porque quando eu colocasse a cola no guradanepo ela ia ficar transparente), fui mostrar a minha mae e ela não gostou. Eu até tinha gostado, mas ainda tava com o tecido que queria na cabeça então fiz um teste com os dois pra ver:
Realmente eu queria algo mais colorido.
E quando eu coloco uma coisa na cabeça sai de baixo.
Testei cola de tudo quanto foi tipo, mas nenhuma dava certo, até que lembrei de uma cola pra colar pedraria em tecido, que é de silicone e tem uma otima aderência mesmo antes da cola secar, assim eu ia poder esticar o pano de uma lado sem ela descolar do outro.
E pra fazer a curvinha uns cortinhos no tecido pra ele não enrugar.
 
Esse foi o resultado:
Até que gostei, mas disseque não ficou como queria, porque queria ele todo envolvido com o tecido e ele ficou só parcilamente envolvido.
O bom é que vai ser fácil tirar quando enjoar ou tiver uma ideia melhor pra execução…
P.S. E no final de tudo tinha cola em tudo que era canto, inclusive no teclado (sim, porque a gente cria mas não sai do ar) e agora acabei de encontrar uma mecha do cabelo grudado!

O que vocês fariam com isso?

* Sim! Pra quem achou estranho, eu já tive uma fase laranja (viu dona Margaret!)
LIXO!
DOAÇÃO!
PASSARIA PRA CAIXA DE BRINQUEDO DA FILHA, PRA ELA BRINCAR DE ESCRITÓRIO!
MAIS ALGUMA SUGESTÃO?

Já ouviram falar, ou leram sobre DUREPOXI?????????
Cirurgiei o bichinho!
Calma gente esse aí não é o projeto final né???? Ainda não surtei a ponto de pendurar na parede um telefone remendado… quer dizer, surtei, mas será um remendado com classe! com classe? [rs]
Andei vendo por aí pessoas loucas por telefone diferentes. Nas minhas arrumações básicas esse estava rolando de um lado pro outro, quaaaaase foi pro lixo, mas ele funciona [ACREDITEM].
Vou forrar ele com tecidos bem fofinhos, ou revista, ou papel, ou qualquer coisa. assim que terminar, post garantido!

© 2014 asperipeciasdeeva.com.br Suffusion theme by Sayontan Sinha