ANTES
DEPOIS
…………………….

ANTES
DEPOIS
…………………….
ANTES
DEPOIS
Transformar um quarto apertado num lugar aconchegante sem gastar nada ou quase nada de grana! Esse era o desafio que eu tinha nas mãos.
Fizemos a parede de madeira (aproveitada de obra) no vão da porta de correr e guanhamos esse espaço que era perdido. A parede passou a comportar a TV e gostei muito do resultado. Essa parede (no projeto inicial) receberia um revestimento de tecido, mas gostamos tanto da madeira rústica contrastando com a TV que resolvemos deixar sem revestimento mesmo.
A parede da cabeceira ganhou uma mão de tinta. Nunca achei que escolheria marrom pra qualquer ambiente da minha casa, tinha receio de ficar escuro, depressivo. Comprovei mais uma vez que cor é uma questão de escolher a forma correta de usar. Esse quarto é bem iluminado e além disso é um ambiente que só entramos pra dormir ou ver filmes, então não há problema em ser mais escuro. O marrom trouxe uma sensação de aconchego e até o marido que torceu o nariz quando falei do marrom, gostou muito do resultado. Pra equilibrar o escuro do marrom, optei por acessório e detalhes brancos ou bege.
Não quis abrir mão de ter uma cama solteirão aumentando a cama de casal (eu e marido somos muito espaçosos), por isso não sobrou muito espaço nas laterais pra colocar móvel de cabeceira e tivemos que fazer nosso próprio móvel nas medidas que tinhamos disponível. Optamos por algo bem compacto, porém, bem funcional, com espaço suficiente para os controles da TV, livros e revistas e ainda um apoio para água, relógio…
Encuquei que queria uma luminária pendente, mas não tinha como puxar o fio de cima. Fiz a ligação a partir da tomada, puxei o fio até o teto e fiz o tal pendente com o fio exposto mesmo, mas isso não foi problema,  usei o tal “defeito” a meu favor e fiz uma brincadeirinha com ele marcando a cabeceira da cama. Pendurei uns quadrinhos com fotos nossas. Fiz umas almofadas com tecidinhos fofinhos e usei uma colcha de filé (um tipo de renda) por cima de uma de piquet  pra fechar o visual acolhedor!

Verdades e mentiras sobre esse quarto…rs…
Sim, quando eu escrevi esse quarto era tudo verdade e eu amava ele de paixão. Mas decobri algumas mentiras…rs
1 – O marrom, é lindo, é mesmo aconchegante, se e somente se eu tivesse a cama ficasse linda assim o tempo todo, mas vamos combinar que no dia a dia nem sempre isso acontece e quando você fica sem funcionária isso piora muito, então cuidado! porque o legal e confortável pode trazer desconforto e uma baguncinha que poderia passar despercebida num quarto claro, grita num escuro…
2 – A “camona”- De fato é maravilhoso ter um camão assim pra ver filme com a família, pra dormir espalhadona, mas no dia a dia, você começa a esbarrar em tudo, a levantar de noite com a “cara” na parede… aí a camona virou cama normal e eu durmo apertada, mas consigo andar no quarto. 
3 – O que mais me doi na alma. Minha parede marrom (que mesmo sendo complicada eu amo) manchou toda de branco… não sei se foi umidade, se foi a tinta… não sei, só sei que tá toda manchada e feia (ficou assim depois de uns 15 dias). Um pintor me disse que era mesmo umidade da parede, que não tem jeito, em parede escura isso termina acontecendo, mas antes a parede era azul, também pintada por mim, mas com tinta Coral e não Iquine e nnao manchou… enfim…
As verdades.
O móvel feito por nós funciona muito bem, super útil e prático como pretendido.
A parede de madeira com tv também funcionou bem.
O pendente é perfeito pra ler a noite.
Os fios aparentes não causaram nenhuma estranhesa ou incomodo no dia a dia.
Eu continuo gostando do meu quarto (exceto pela parede que tá feia), mas se pudesse voltar um tiquinho no tempo compraria um marrom bem mais clarinho e compraria tinta Coral.
A cama eu já dei jeito.
Então é isso
Beijos e queijos procês
Ah! Já viram a nova coleção de estampas da La Pomme?

Vão lá ver! tá fofa demais

© 2014 asperipeciasdeeva.com.br Suffusion theme by Sayontan Sinha