Gosto de pensar e repercorrer os caminhos que me trouxeram ao momento presente!

Eu faço isso inconscientemente o tempo todo, mas de noite, quando todos dormem, o ateliê tá em silêncio, eu realmente viajo!
Às vezes viajo pra perto e fico rondando um tempo quase que presente, mas às vezes eu vou pra longe, beeeem longe, tão distante que parece que foi outra vida.

Ultimamente os trabalhos aqui no ateliê têm me transportado pra um tempo que pra mim foi muito feliz e rico. Um tempo que me deu a base para muitas coisas do hoje.

O pensamento me levou pra um casarão que abrigava uma fábrica.
Em meio à balancins, costureiras, lixadeira, borrachas, montadores, prensas, couro, cola, facas, bancadas, máquinhas de costura, borracha, papelão, fivelas, eu crescia!
Dessa fábrica saiam sapatos, bolsas, cintos, carteiras… peças em couro criadas e modeladas por minha mãe!
Ela teve alguns nomes, mas pra mim sempre foi “A FÁBRICA”

A Fábrica existiu por um bom período da minha vida de criança e avançou pela adolescência até perto dos 15 anos. Teve vários formatos, em vários prédios, em nossa casa, longe, perto… mas minhas lembranças se concentram sempre no casarão da Boca do Rio (bairro de Salvador) quando eu tinha entre 8 e 10 anos e Isabela era só uma bebê que dormia em cima de uma pilha de borrachas para sola de sapato.

Acho que minha paixão por produzir nasceu daí. E meu conhecimento de alguns processos e materiais também!
Eu era criança, mas ajudava voluntariamente e sempre fui muito curiosa, perguntava tudo, observava tudo e tentava reproduzir tudo – mesmo que fosse em sapatinhos e bolsinhas para minhas bonecas!
Meus pais sempre nos envolviam nesse mundo da fábrica de maneira que eu não enxergava aquilo como algo que fazia parte só da vida deles de adulto, eu me sentia inserida – ajudando ou não, participando diretamente ou não – Saia da escola e ia pra lá e por lá ficava até a hora de ir pra casa. Por um tempo, quando a produção ficava intensa e meus pais não conseguiam voltar pra casa, montavam uma mini casa em um dos cômodos e ficávamos lá em tempo integral.

Lembrar da Fábrica é muito bom e o trabalho na La Pomme me obriga a fazer esse resgate quase que diariamente!
É ela que eu respiro quando preciso encontrar a solução de um problema de produção, é no que aprendi lá que eu me pauto no momento de criar uma nova peça. Revivo tudo que era feito por alí e que pode ser aplicado no meu trabalho hoje. O trabalho lá era tão diferente do que é feito aqui, mas inegavelmente foi a minha escola!
Eu não precisei pesquisar qual o melhor tipo de cola pra determinado material, eu já sabia! Nem descobrir a melhor forma de colocar zíper de metro! Eu nunca costurei na vida e hoje toda a costura da La Pomme é feita por mim sem nunca ter feito um curso de costura! Aprendi “sozinha” com toda minha bagagem de lembranças de como faziam as costureiras e minha própria mãe! Eu quebrei muita agulha, perdi muitas peças, e já chorei sentada na máquina porque não conseguia reproduzir e materializar o que minhas lembranças mostravam. Mas junto com um pouco de teimosia e persistência foi a Fábrica que me norteou.
Claro que pesquisar, melhorar, reciclar conhecimento é bom, válido e produtivo! E isso faz parte do meu hoje também, mas a Fábrica e seus processos estão em mim! Me ajudam todos os dias a viver o meu sonho!

O ritmo de trabalho aqui tá intenso, a La pomme é um bebê que tá sendo criado, moldado, mas já tem dado muita alegria pra gente. Hoje, em mais uma noite que talvez tenha que virar trabalhando, fiquei aqui no meu silêncio, revisitando esse tempo e lembrando que a A Fábrica começou, num cantinho da casa pra aumentar a renda e foi crescendo e se multiplicando até ser só A Fábrica. E não tem como não linkar com o fato de que há 8 anos eu fazia cadernos personalizados pra ganhar um trocadinho extra e hoje a La Pomme existe ainda que como bebê, mas uma empresa/ateliê caminhando para sua independência. Não tem como não sentir um orgulhinho suave e gostoso que dá força pra virar mais noites com um sorriso largo estampado no rosto.

_______________________
E o que essas imagens têm de ligação com o post? É que quando viro noite e o dia amanhece, gosto de ir lá no quintal/jardim e fazer algumas fotos com essa luz fresquinha de um novo dia!

45 Respostas to “A FÁBRICA”

  1. Eva parabéns pela sua história me emocionou e hoje aprendi mas contigo, sempre venho aqui saio cheio de bagagem de inspirações, hoje me emociono com suas palavras, sou nova nesse mundo virtual mas mesmo quando chegar a experiência não quero deixar de me emocionar e aprender com o que vejo e leio, o pouco que conheço sou admiradora do trabalho de vocês, sua mãe é um talento que não se acha em nenhuma universidade, e olha que andei por algumas, você de um bom gosto que olho e penso; são poucos que conseguem intender um bom designer como essa menina, mas a história em que vivemos nos ajuda a entender e nos revelar como sujeito e então produzimos, o resto a formação vem como um complemento, mas não nos dá a completude de criar. parabéns querida, me desculpe pela liberdade, mas sou de tempos a pessoa sentada na plateia admirando seu trabalho. bjs tudo de bom.
    josiana leite- Decorafino recently posted..A vero só com a Vero.My ComLuv Profile

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Oi Josiana!!!
    ANtes de qualquer coisa: para com isso de pedir desculpas! Esteja a vontade pra participar desse blog, seja comentando, seja apenas lendo, ele é a minha visão de mundo para o mundo!
    Agora muito obrigada pelas palavras carinhosas, é muito bom escrever coisas que saem do meu íntimo e perceber que de alguma forma não tocam só a mim…
    Um beijo e uma semana cheia de energias boas!

    [Responder]

  2. Nossa Eva, fiquei tão emocionada com sua história, você nos passou tanta verdade, até me vi na fábrica. Agora sei de onde vem tanto talento, verdade, bom gosto…Não tenha dúvidas de que a La Pomme será uma grande empresa (ainda maior do que já é). Lindo post!

    Bjos enormes,

    Alê

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Alê!!!
    Você conseguiu se transportar pra Fábrica! Ai que delícia!
    Cada um de nós tem suas estórias não é?!
    Obrigada pelo sua atenção em deixar um recadinho pra mim e vamos trabalhar muito pra que a La Pomme continue seguindo em frente sempre :D
    um beijinho!

    [Responder]

  3. Amei seu post, é incrivel como as coisas da infancia nos influenciam.Suas palavras me fez lembrar dos meus aprendizados com meus avós e ver como tudo que sou hoje é a semente prantada mesmo que iconcientemente por eles.Abraços.

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Ana, mesmo que a gente queira negar e fazer tudo ao contrário, ainda assim há em nós o reflexo daqueles que nos cercam ou cercaram!
    Fico feliz pela suas lembranças!
    beijoca!

    [Responder]

  4. Adorei começar meu dia de trabalho com essa história,era eu lendo e lembrando de tanta coisa que já passei, noites que não dormi terminando encomendas e que as coisas que faço hoje podem chegar mais além. Obrigada! Ótimo dia!
    ANGÉLICA CIRNE COIMBRA recently posted..Para BeatrizMy ComLuv Profile

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Angélica querida!
    que bom ter trazido motivação pro seu dia! tem coisa melhor que trabalhar motivado?
    A gente sempre pode ir além, só nós podemos atrapalhar nosso caminho! Não é sempre fácil, aliás, acho que nunca é fácil, é preciso ter força e persistência! Mas quando se faz o que ama há sempre motivação pra seguir em frente!
    um beijo e uma semana beeeem produtiva pra você!

    [Responder]

  5. Que coisa interessante me aconteceu lendo o seu post! Eu tbm cresci numa “fábrica”, só que é de flores e não sapatos… E eu nunca tinha parado pra pensar, mas com certeza absoluta toda minha criatividade brotou de lá… É como vc disse no texto… saímos juntando pedacinhos do passado pra criar no presente… Poxa Eva, obrigada pelo lindo texto, me emocionei de verdade!

    Beijos

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Oi Mariana!
    mas é assim mesmo… as coisas estão tão entranhadas na gente que a gente nem percebe. Até pouco tempo atrás eu não percebia com a razão a importancia que a Fábrica teve na minha vida e o que ela representou pra mim!
    Que bom que meu texto te ajudou a enxergar e entender a sua relação com a sua fábrica!
    Um xêro e boa semana!

    [Responder]

  6. LINDO! Não me canso de falar, de babar, de admirar….sou vidrada na La Pomme e nas pessoas que fazem ela acontecer, e ler esta história me fez emocionar. Muito mais Sucesso, é apenas o que posso desejar agora.
    Beijokas,

    Thali Lopes e Lua
    Thali Lopes recently posted..Minha pequena degustadoraMy ComLuv Profile

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Thali e Lua!
    Além de tudo são pessoas queridas como você que ajudam a gente a manter esse sonho de trabalhar com tanto amor!
    Muito obrigada por todo o apoio e carinho que sempre tem com a gente!

    Um beijo nessa menininha e uma semana bem bacana pra vocês!

    [Responder]

  7. Oi Eva!
    Eu sempre me identifiquei com vocês.
    Não sei exatamente porque.
    Talvez porque sejamos conterrâneas (apesar de não morarmos mais na nossa terra), talvez porque amo a La Pomme de paixão (embora nunca tenha me tornado cliente de vocês). Tanto os produtos, como (e especialmente) o conceito de uma forma geral.
    E eu tenho uma qualidade (chamemos assim), que é absorver a felicidade alheia! Eu fico feliz muito fácil com a felicidade das outras pessoas. Mesmo que eu conheça pouco. Ou, que até nem conheça.
    Adoro vocês, adoro você, sua mãe, sua irmã e sua filha. A família é linda! Vivo mostrando as fotos de Isadora pro meu marido (que, por mais uma coinciência, chama Achilles). Ela é expressiva demais.
    Adorei a história d’A Fábrica. Para completar, mais uma coinciência: eu sou da Boca do Rio. “Nascida e criada”. Meus 25 anos de Bahia foram todos lá!
    Beijos e que você tenha um feliz dia produtivo!

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Clarinha!
    Seu comentário foi muito lindo e feliz!
    Não sei das suas crenças e também não sem bem das minhas.
    Mas eu gosto de acreditar que ninguém cruza a vida do outro em vão… seja por um segundo ou pela vida inteira!
    Afinidade é algo que não se explica.
    E eu só posso dizer obrigada por todo o carinho que você tem e demonstra por mim e minha família!
    Beijoca!!!

    [Responder]

  8. Sabia que ainda tenho aquele caderno com fotos minhas e de Saulo? Não tenho coragem de jogar fora, foi um presentão pra mim!
    Sempre que me sobra um trocado e futuco o site da lapomme pra comprar uma coisinha pra alguém porque acho o trabalho de vocês, sobretudo o seu Eva, tão lindo, tão cuidadoso e carinhoso que quero espalhar pra o máximo possível de pessoas, para que todas elas saibam que essa delícia chamada LA POMME existe e transforma nossa imaginação em realidade.
    E, apesar de não reclamar da minha vida, sempre penso como seria se tivesse tido coragem de deixar tudo aqui e mergulhar de cabeça nesse trabalho aí com você.
    Posso dizer de coração puro que me sinto muito feliz quando vejo seu sucesso, quando vejo a felicidade de sua família, quando vejo Doricas… Mesmo não tendo o peito e a coragem que você tem, eu adoro muito você! Te admiro muito mesmo! E te desejo muito mais sucesso e felicidade porque o que você vende não são objetos, são pedacinhos de felicidade e alegria!
    Ainda amo patê com bolacha de sal e isso me tem um gosto que transcende o paladar e invade a memória.
    Um beijo!

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Dali!
    Não sei se você tem noção da importancia que você teve e ainda tem em nossa vida.
    A gente sempre se surpreende com a direção de onde vem o paio que precisamos, quando precisamos.
    E tu foi muito, muito presente num momento em que a gente se sentia perdido, rejeitado, relegados.
    sempre que como patê eu lembro de feira e são dos poucas lembranças boas que tenho desse lugar.
    Infelizmente pra que algumas coisas melhorem temos que abrir mão de outras. A convivência com você foi uma delas. Eu sou meio desligada, não soou de ficar ligando pras pessoas, e isso é uma falha grave, mas não diminui o amor e carinho que tenho por você!
    Muito obrigada por todas as palavras. Cada uma delas foi lida com emoção e carinho.
    Um beijo pra tu e pra esse pequeno!

    [Responder]

  9. Ai que delícia de post….tudo o que eu precisava nesta 5ª feira.
    Obrigada querida!
    Beijos,

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Eriquinha! :D beijoca pra você!

    [Responder]

  10. Nossa fiquei emocionada com este post, muito linda essa lembrança que vc tem e como nos relatou… fiquei engasgada e sem palavras… eu adoooGo tudo que a La Pomme faz… bjim

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Oi Carol!
    Se tu se emocionou! já pensou eu? rs
    Obrigada pelo carinho. Obrigada por perder um tantinho de tempo pra me dizer!
    Um beijo e boa semana pra você!

    [Responder]

  11. Lov u.

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Precisa eu dizer que a recíproca é mais que verdadeira?

    [Responder]

  12. um lindo texto que mostra como trabalha sua cabecinha incansavel.
    isso é de familia mesmo não é?

    [Responder]

  13. Eva….sou fã de sua mae e claro admiro tb o seu trabalho….esse seu post tb me trouxe varias recordações…minha mae costurou desde qdo eu nasci durante muitos anos, para ajudar nas despesas pois alem de mim ainda tinha minha Irma e meu irmão….hoje me considéro uma costureira de mão cheia, fiz todo o enxoval de meus filhos (tenho 02) e agora fiz o enxoval de minha netinha que tem 04meses…e graças a minha mae que mesmo sem querer me fez gostar e aprender a lidar com agulhas, linhas, zipers e muito mais…..
    Parabéns por ter aprendido com sua mae a ser uma arteira retada….e provavelmente a linda Isa vai seguir seus passos.
    Beijos e fica com Deus……….aquela libélula da varanda de sua mae, foi enfeite no chá de fraldas de minha filha…..nao podia deixar em melhores mãos…..

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Iara!
    se não for o amor aquilo que nos move, acho que tudo perde a força e a graça.
    fico feliz que esse post tenha tocado você de alguma forma, e me sinto honrada pelo seu carinhos e todos que passam por aqui.

    Um beijo grande

    [Responder]

  14. Puxa Eva!! Fiquei emocionada com suas recordações. É tão bonito ver alguém tão jovem e tão centrada, cheia de idéias e disposição para fazer virar realidade.

    Achei que você tinha uma costureira (as peças são tão bem acabadas),pois há algum tempo atrás lembro de sua mãe falando que havia costurado almofadas para você, por isso pensei que não sabia costurar. Aprendeu rápido e bem né?

    Bjs

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Oi Dodô!
    Mas eu não sabia mesmo, aprendi esse ano! rs
    Acho que foram bolsas que minha mãe fez pra mim!
    Obrigada viu?! pelo carinho!
    Um beijo

    [Responder]

  15. Oi Evinha!

    Como todos já disseram, que post lindo!
    Quando as pessoas veem uma marca, um sucesso, não conseguem ver tudo antes. A La Pomme começou na Fábrica, mesmo que ela não saiba disso.

    As vezes a gente não sabe o porque de tudo que passamos, mas nada é a toa.

    Um beijão

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Valerie!
    tu disse verdades lindas agora!
    obrigada!
    beijão!

    [Responder]

  16. Que texto mas lindo, me emocionei…parabéns, por todas as conquistas!!!!!! bjs leila vergara

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Ô Leila! muito obrigada pelo seu comentário viu!?
    Um beijo!

    [Responder]

  17. Lindas essas imagens! Lindo teu blog… cheguei aqui pela Margaretss… que te mostrou na revista da Flávia Ferrari! Parabéns! Abs. Marion

    [Responder]

  18. Lindo Evinha… O Nina Nenê tb começou na Alfaiataria Zborowski!!

    [Responder]

  19. Nossa ! Que maneira gostosa de contar as lembranças de sua vida. Pude viajar na sua narrativa e até imaginar o cheirinho e o frescor da manhã em suas foto. Parabéns!

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Andrea,

    obrigada pelo carinho :)

    [Responder]

  20. Lindo Evinha quando ia lendo na minha cabeça ia imaginando cada lugar da sua história lindo ? ?

    [Responder]

  21. Lindo Evinha quando ia lendo na minha cabeça ia imaginando cada lugar da sua história lindo ? ?

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Eu não consigo fazer isso sabia? Imaginar as coisas assim?
    Minha filha viaja quando lê… eu não consigo :/

    [Responder]

  22. A história é ótima e eu tive o privilégio de ir lendo e öuvindo” mentalmente com o som da tua voz. Amei mesmo e roubei o link pra minha página. bjs

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Fernanda, tu é uma fofa linda!
    Beijoca!

    [Responder]

  23. Foi sentar ler e sentir uma brisa fresquinha da manhã…viajei Eva . Texto belíssimo, suave e conseguiram me deixar leve depois de uma noite tristonha . Obg . Abços Afetuosos Mª Morais.

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Ma. Morais, que bom que o que escrevi te fez bem!
    FIco feliz com isso!

    Um beijo!

    [Responder]

  24. Me emocionei! Obrigada por compartilhar tuas lembranças lindas!

    [Responder]

  25. Amei o seu texto, primeiro por ter mostrado o valor da experiência, dos conhecimentos na infância/adolescência, e segundo por ter mostrado que as coisas não vêm fáceis, muita gente olha para a vida das pessoas, para o que elas têm e acha que simplesmente caiu do céu, mas só a própria pessoa sabe a luta que foi conquistar cada coisinha. Não há vitória, sem batalha. Parabéns, pelos seus textos, dá para percebe que você é uma pessoa de luz, simples, batalhadora. Deus te abençoe.

    [Responder]

    Eva Caroline Reply:

    Marlise, que fofa!
    Sou uma pessoa comum como outra qualquer… rs
    Obrigada pelo seu comentario!

    [Responder]

Escreva um comentário

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

© 2014 asperipeciasdeeva.com.br Suffusion theme by Sayontan Sinha