Eu tinha essa gaiolinha aí de cima. Pretinha, linda, que amava de paixão e que a @margartess reclama que eu nem lembrei de comprar uma pra ela também.

Daí que eu digo e repito, na vida nada se perder tudo se transforma. Nada se cria tudo se copia…

E eu li esses dia no twitter a @margaretss dizendo: Pintei de rosa uma gaiola de verdade… (ou algo do tipo)

Nem fui atrás de saber se tinha ficado legal, corri e fui copiar ela!!!!

Agora eu e a @margartess temos gaiolinhas cor de rosa e ela não vai mais reclamar porque eu não comprei uma igual pra ela!!!

Olha a da minha mãe linda aí:

Vai lá ver onde ela colocou a dela!!!

Bom final de semana procês!

… com tecido

ANTES

DEPOIS

Fotografia: Eva Caroline

Essa cadeira já é bem charmosa e moderna. Eu adoro! Comprei com um precinho bom numa promoção, mas acho que ia ficar muito séria no quarto de Isadora e aí fui fazer o que sempre quis desde que as comprei! Forrar com tecido!

Olha aí o que eu precisei ó:


- Cola branca (forte)
- Estilete
- Tesoura
- Pincel largo e/ou rolinho de espuma
- Tecido

Removi os pés da cadeira. Com um pincel largo fui passando cola e fixando o tecido. Depois dilui um pouco (bem pouco) de cola com água e com um rolinho passei por cima do tecido para fixar melhor. Depois de seco com tesooura e estilete cortei o excesso de tecido. Pra finalizar uma mãozinha de verniz spray.

Eu tenho mais 3 dela por aqui e tô pensando em fazer o mesmo!
A @priscila_oliver também resolveu repaginar um cadeira!
Gente ficou o luxo a glória e o poder (parafraseando Lu Brasil)

Fotografia: Priscila Oliver

Vai lá dizer pra ela que ficou lindo e ainda ver o passo a passo… vai!

… ANTES

E DEPOIS

E esse é um dos nossos cantinhos prediletos da casa. Nosso quintal jardim! Está sempre repleto de pássaros!

… que nem é depois de verdade, digamos que  foi um momento passageiro!

Por favor não choquem!

ANTES

ANTES

DEPOIS

Ele ficou assim por um tempo, sem eu saber o que fazer com ele e sem ânimo pq tava tudo muito louco por aqui, sem definições do que iríamo/iremos decidir sobre onde morar. Mas ah! eu não sei viver assim não… Começou a dar uma agonia e nos proximos capítulos teremso a resolução!!! Já viram né no post anterior um palhinha :D

Ah! e não me abandona depois dessas fotos tá?? Não abandona!

Para repaginar um ambiente nem sempre é necessário mover céus e terra e gastar horrores, se desfazer de móveis e trocá-los por outros.
O móvel não casa mais com a sua decoração? Ou está com uma aparência não muito agradável?
Seja qual for o motivo, antes de se desafazer, pense nas várias possibilidades que existem pra reformar ou transformar. Lembre-se que assim você economiza, gera menos lixo (mesmo que fosse doar) e ainda freia a tendência mundial de consumo desnecessário.
A minha opção é sempre por pintá-los ou revestí-los com tecido ou papel.
……………………………..
Com as mudanças necessárias que tivemos que fazer para acomodar a família de 3, que somos, em dois cômodos (quem tá chegando por aqui agora, acompanha a estória aqui), precisava de uma mesa de estudo para Dona Doricas (a filhota). A mesa que ficou disponível se encaixava perfeitamente nas dimensões do quarto dela, exceto pela cor – madeira envernizada. Então, decidi começar a fazer já, algo que pretendo fazer em praticamente todos os meus móveis de madeira quando minha casita nova estiver pronta: Pintar de branco. Poderia ser qualquer cor, porém a escolha do branco tem um papel decisivo, pois adoro cor e vou morar numa casa que não será muito grande. O branco deixará os ambientes mais leves e eu poderei usar e abusar das cores através das paredes e objetos!
Mas vamos ao que interessa: O Tal antes e depois da mesa!

Como a maioria das coisas aqui em casa, decidi eu mesma fazer e a transformação, o que barateou ainda mais a transformação. Mas, ainda que fosse contratado um profissional, sairia mais econômico que comprar outro móvel.
Como eu prometi em algum post anterior, fiz a listia do que você precisa e onde irá encontrar os itens para montar o ambiente.
- Mesa – comprada em casa de usados (não me lembro mais onde, faz muito tempo)
- Pranchetas – livraria
- Pintura – by Dona Dorica
- Moldura do quadrinho branco – vidraçaria da esquina
- Cadeira – tok & stok
- Compartimento para livros (azul) – gaveta de um gaveteiro de plástico comprado no extra
E o PAP de pintura de móveis a seguir:
O primeiro passo para pintar um móvel é definir cor, acabamento e o tipo tinta.
Como já disse minha opção é sempre os acabamentos foscos e acetinados e tenho uma predileção pela linha Coralit da Coral, já gostava quando era tinta esmalte comum e agora que foi lançada a Coralit a base d’água, sem cheiro, amo mais ainda (Tô fazendo propaganda de graça porque eu sou assim, o que eu gosto eu falo e o que eu não gosto eu falo também). Gosto pelo acabamento, pela facilidade de uso e pela durabilidade e resistência. Mas existem outros tantos tipos de tinta. Na loja o vendedor pode te mostrar os produtos disponíveis e aconselhar qual é a mais indicada caso a caso.
Depois de escolhido cor e tipo de tinta, é necessário preparar a madeira removendo todo o acabamento que existe nele. Se for verniz é preciso lixar para remover todo o verniz. Acreditem, essa parte é dolorosa. Eu tenho lixadeira, mas os pés da mesa tiveram que ser lixados na mão, e não adiantou eu fazer carinha de cachorro que caiu do caminhão de mudança que o marido não veio ajudar nessa parte nem a pau… marido mau. E outra coisa é o pó que não se acaba mais, muito, muito mesmo.
Se o acabamento for cera, complica (acho). Eu nunca fiz, mas instruções do marido que foi marceneiro por 10 anos: Removedor de cera, ou água quente com agua sanitária, deixa secar bem e depois lixa.
Depois disso passar uma mão de selante para madeira (o selante tem que ser compatível com a tinta). Ele vai impedir que a madeira manche a tinta.
Aguarde o tempo de secagem e passe uma lixa fina (No. 180).
Aplique a primeira demão (use rolinho ao invés de pincel – pincel só nos cantinhos), aguarde o tempo de secagem, lixe novamente. A cada demão uma lixada e a cada lixada use uma lixa mais fina. Isso irá garantir um acabamento mais uniforme e uma pintura bem lisinha. (Eu comecei com uma lixa 60 – para remover o verniz e terminei com uma 600 na última demão de tinta). Pronto! Um móvel renovado!
O que é importante de observar: 
- Respeite os tempos e instruções fornecidos pelo fabricante.
- Não pule etapas para ganhar tempo: se não remover o acabamento anterior e preparar a madeira a tinta não vai aderir e vai descascar fácil depois, se não lixar entre as demãos a madeira vai “arrepiar” e vai ficar áspero ao toque e não terá uma acabamento uniforme.
- Se não tem prática e o móvel é trabalhoso, melhor contratar um profissional
- Se for em apartamento, esqueça  a menos que você queira remover pó de todos os objetos de toda a casa por pelos próximos 365 dias ( o pó é muito fininho), ou se o seu móvel for lixado em outro local.
- usar óculos (pra evitar que voe coisas nos olhos) e máscara (pra não inalar poeira- lembre-se essa poeira estará carregada de produtos como verniz, tinta, etc…), trabalhar com segurança sempre!
Uma última nota sobre lixas quanto maior o número da lixa, mas fina ela é. E eu opto por trabalhar sempre com lixa de ferro (mesmo sendo em madeira) porque elas tem uma durabilidade maior.
…………………………………….
Essa semana pretendo mostrar o restante do quarto de Isadora e o que fiz pra ganhar mais espaço nele!
E hoje to aqui, no reino encantado cheio de peripécias… Convidade especial de Dona Eva Caroline.
Eva sempre me disse que sou invejosa…. que maldade….rs
Só porque tudo que ela faz eu digo que tambem quero fazer, e as vezes até faço.
Um dia ela pintou uma arvore na sala e eu fiquei daqui pensando: Quero uma arvore pintada também…
Acontece que na minha casa quase não tenho paredes vazias, mas essa semana dando uma volta, o que vejo? paredes vazias….
Quem me acompanha no blog sabe o quanto falo disto. Falta de paredes…
Mas…enfim….achei essa paredinha ai na entrada da cozinha. (com direito as vassouras encostadas, mas é cozinha ne gente?
Enfim pude concretizar minha inveja, ops..meu sonho… e tambem pintar uma arvore na minha casa e chamar de minha… (porque Dona Eva nunca me da nada que eu peço e imploro… ) e com certeza não arrancaria a parede dela se eu pedisse. Fato.
E eu queria que fosse quase tudo igual e ja que ela tinha uma gaiolinha pendurada do lado eu tambem pendurei gaiolinhas do lado… Invejei e invejei….la la la   la la la (musiquinha de pirraça)

Não ficaram cute cute as gaiolinhas penduradas na arvore? Uma gaiolinha foi da inveja e a outra foi pra ter duas gaiolinhas ao invés de uma.  Estão vendo aquele negocio irregular do lado? Ja vou falar dele.
Coloquei quadrinhos tambem pendurados… Não servem pra nada, mas quando eu invejo eu procuro fazer qualquer coisinha diferente….rs..
O quadrinho é uma verdadeira obra natural… Tinha um retangulo de arame guardado que eu tinha certeza que um dia iria ser útil para alguma coisa (sim..pra quem não me conhece eu guardo tudo, tudinho…)
Fui no mato catar uns gravetos, (até pisei em merda de cachorro no meio do mato…eca….) peguei eles, entrelaçei e me senti uma verdadeira artista em pleno momento de criação de uma obra de arte.
Ia ate pintar mas achei tão natural deixar ele natural que ficou natural mesmo.
Ahhh…xo falar pra encerrar: Eva pediu pra eu fazer um post no blog dela e eu perguntei:
- Posso ser gaiatinha?
Ela: – Seja você mesma.
Eu: – Entao Ser eu mesma = gaiatinha.
Ahhhh (de novo) comentem muito pra meu post dar ibope senão nunca mais serei blogueira convidada. ( o titulo do post foi de minha autoria….modesta eu…)
Beijos
Ahhhh (amo escrever ahhhh) xó fazer um jabá básico: Depois me visita? http://www.margaretss.com.br/

Vocês conseguiram fazer alguma ligação entre as últimas postagem?

Querem saber no que tudo isso deu?
Corre aqui que Ana Medeiros mostra tudinho pra você no “A casa que a minha Vó queria“! CORRE!

…do depois
Vocês acreditaram de verdade que eu ia consegui trabalhar no ateliê “novo” como ele estava?
Eu acreditei por pelo menos um dia e percebi nos próximos que estava redondamente enganada.
Então arregacei as mangas e parti pra uma nova missão: mais organização e um pouquinho de nada mais de “boniteza”.
Agora eu fico de costas pra “bagunça” e fico olhando coisinhas bonitas enquanto trabalho.
Como já é de praxe, ainda faltam coisinhas, mas vou mostrando a medida que for fazendo!
Agora vejam!
ANTES
DEPOIS

A parede com as gavetas que mostrei dia desses

Mesa de cavalete que eu AMO!
Baguncinha de tecidos, equipamento, material, etc e tal
Essa area ainda precisa um pouco de dedicaçao, mas mudei as mesas (mais largas agora e brancas).
Emabixo delas vou por cortininha só pra ficar um visual mais bonitinho.
E este é o tecido da cortinha!
E o fim de semana tá chegando e eu estou assim, um tanto ansiooosa por ele!

Estão preparadas pra ver no que isso se transformou? Tirem as crianças da sala porque as cenas a seguir são chocantes.

Pra quem não acompanhou e quer entender tem que ler esse “textão” aqui.
O fim de semana foi curto pra fazer tudo que ainda é necessário.
Na madrugada de sábado bateu um desanimo, uma vontade de voltar com tudo e esperar a casa definitiva sair, mas ainda bem que era de madrugada e não tinha ninguém que pudesse me ajudar com isso, assim depois de uma noite de sono as coisas estavam mais tranquilas.

Na sexta feira terminou de chegar tudo do ateliê (ainda tem coisas e móveis de escritório pra trazer) e eu fiquei até 2 da manhã organizando.
10:00 da noite as coisas estavam assim:

clique pra ampliar – fiz um 360o. pra vocês terem uma noção.
Meia-noite estava assim:
Resolvi tirar tuuuuuudo que já estavam dentro de gavetas, armários, cestinhas… e reorganizar.
O maior dilema foi querer  terminar de organizar e já está tudo supermegalindo – missão impossível.
Desencanei de ter um ateliê lindo nesse momento, para ter um funcional! E quando decidi isso consegui parte do meu intento.
Então, 2:30 da manhã de sábado ele estava assim:
Essa parte do lado direito, to achando horrível, acho que vou procurar um tecido bacaninha e fazer uma cortina (fiz uma montagem pra ver como ficaria)
Minha mesa! Esse foi dos poucos lugares que eu gostei, não está lindinho ainda, mas eu gostei, ficou bom pra trabalhar. É aqui que passarei grande parte do dia e da noite!
Agora alguns detalhes!
Minha estantinha multi-uso (como eu gosto de uma diminutivo), com destaque para as minhas latinhas de suco (tanjal, lanjal e maracujal). Adoro elas porque quando as vejo só tenho lembranças boas, lembro da infância. Além disso acho elas simples e lindas, sem contar que o suco é delicioso e as latas não enferrujam fácil como as de leite em em pó.
Aproveitei as bases de ferro que era da estante de quando o quarto ainda era de Isadora (quanta história heim) e coloquei os suportes de prateleiras com cabos de mini vassouras pra servir de suporte para minhas fitas adesivas, fitas comuns e viés.
Essas duas fotos são de outro espaço que gostei. Ficam logo acima da minha mesa e dispõem meus livros prediletos sobre arte e imagem e a minha mini (suuuuper mini) coleção de câmeras (o espaço vazio à direita é onde a minha câmera fica!). O que me agradou nesse espaço foi o fato dos livros ficarem perto para uma consulta.
E como eu não sou de ferro, sou de carne osso e fofurices, tinha que ter alguns espacinho com algo que desse mais alegria ai meu cantinho.
Tô falando desse varalzinho para pendurar recadinhos, lembretes foto e até o pen-drive.
A saga continua. A semana vai ser daquelas!
Mas olha minha carinha :D .

…tudo fica mais feliz!
Lembram desse post aqui? e desse?
Fiz uma casadinha com os dois!

Depois que fiz o mural e encaixei no lugar, achei que essa estampa vermelha e lilás ficou um pouco carregada, acho que ficaria melhor se a porta fosse branca e não branco gelo, que na minha concepção, não é branco, é cinza e parece sujo. Mas isso agora não vem ao caso.
Mesmo assim fui em frente e achei que no fim terminou ficando legal, alegre e colorido! (mas ainda preferia que a porta fosse branca de verdade)

O que eu usei pra fazer as mudanças:
- 2 folhas de isopor
- 3 potes de vidro (reutilizados)
- Base de vidro (que deveria ser no tamanho da mesa, mas usei uma que já tinha aqui)
o vidro não pode ser muito fininho pra não quebrar tem que ser de pelo menos 6mm
- Tecido
- Papel de scrapbook
- Folhas de revista
- Cartolina

Pra fazer o mural de recados, forrei duas placas de isopor (no tamanho da area vasada da porta) e forrei com o tecido e encaixei no lugar.

Pra fazer o coloridinho da mesa cortei uma cartolina no tamanho do vidro e fiz uma espécie de patchwork com papel de scrapbook e uns passarinhos que a minha designer predileta desenhou pro quarto de Isadora. Deixei umas areas claras em volta das áreas coloridos pra dar mais leveza, já que a mesa é escura. Depois só coloquei o vidro em cima! Isso é legal porque toda vez que enjoar pode trocar! Já mostrei isso aqui.

Isso aqui foi moleza! Estava achando o visual pesado, como falei lá em cima,  e precisava quebrar um pouco o escuro da mesa (já que o vidro era pequeno e não cobria toda a mesa então eu procurei por imagens claras e alegres, não tinha mais nenhum papel nas cores que queria. Aí procurando o tal papel achei uma revista de arte que tem umas imagens legais e as folhas tem um papael mais encorpado, comecei a procurar e tinha uma reportagem sobre Peixonauta, desenho que Isadora ama! Então escolhi uma tirinha com storyboard do desenho, preto e branca bem clarinha como eu queria (pote da esquerda) e uma com a primeira versão do personagem (pote da direita) e achei também uma imagem que adorei e era clara, porém colorida como eu queria (pote do meio). Recortei no tamanho do pote e encaixei dentro. PRONTO!
Potes de palmito ficam perfeitos para isso

 Fotos: Eva Caroline
Isadora adorou e eu também!
Mais um cantinho gostosinho na minha casinha temporária!
…………………………………………………………………
E agora eu vivo aqui só sonhando!

© 2014 asperipeciasdeeva.com.br Suffusion theme by Sayontan Sinha