Esses dias postei no Instagr.am pintando uma parede vermelha de branco e a Rê Vitrola ficou toda feliz por ver que era possível, mas não sabia o que precisava fazer.

Outras pessoas já haviam me perguntado se dava pra fazer e se era difícil, então resolvi fazer um post explicativo!

É importante saber com qual tinta a parede foi pintada pra saber qual tinta pode ser usada por cima dela.
Tinta óleo: pra pintar por cima só com tinta óleo. Caso contrário é necessário lixar ou remover a tinta.
Tinta acrílica a base de água (brilho / semi brilho / acetinado / lavável / super lavável): pode ser coberta com tinta óleo e com tinta acrílica
Tinta acrílica fosca: pode ser coberta com tinta óleo e qualquer tinta acrílica
Tinta látex PVA: pode ser coberta por qualquer tinta

Sabendo disso fica mais fácil entender. Se você não sabe qual era a tinta, algumas observações podem te ajudar:
A tinta látex é fosca, porosa, permeável e por isso é muito fácil de cobrir. Era a tinta que tinha nas paredes daqui e com 4 demãos cobrimos tudo de branco neve!

As tintas acrílicas tem um toque mais suave, são mais lisas (mesmo a fosca) e são impermeáveis.
Depois de seco é difícil distinguir a tinta óleo (esmalte) da tinta acrílica brilho. Se a parede for muito brilho o melhor é pintar de esmalte por que é certeza que vai cobrir ou lixar a parede antes da pintura.

É isso aí :)

Minha furadeira tem roupa de astronauta!

Uma diquinha rápida.
Um coletor de pó pra acabar com a poeira na hora de furar a parede.

*Não lembro onde comprei, mas acredito que venda em qualquer casa de ferramentas :)

@belasm também postou no instagr.am um vídeo com uma maneira beeem simples de reduzir o pó!

beijocas pra vocês!

Quando eu postei essa parede com tábuas da obra, me perguntaram como eu fiz com os fios e eu fiquei de colocar aqui e não coloquei.
Prendemos as tábuas afastadas da parede o que facilitou passar os fios por trás. A gente fez assim ó:

Só precisa de furadeira e essa pecinha redonda chamada serra copo.

___________
Pronto! Só não vale olhar pro teto porque tem fiozinho de caixa de som que eu ainda não sei o que fazer pra esconder ou embelzar!

…e muita tralha

Usar cestinhas pra organizar as coisas não é novidade nenhuma, mas ainda assim elas ocupam espaço em algum lugar e espaço é um luxo por aqui!
Daí que pra liberar o espaço onde elas estavam eu as pendurei! :D

A ideia era pendurar com ganchinhos, mas fiquei com preguiça de furar com furadeira, fazer pó. Então se tu não tiver onde pendurar com barbante como eu fiz, pega a furadeira, coloca pitão e pendura as danadinhas :D

ATENÇÃO, leitores ansiosos!
Olhem só que linda a capa da Revista Manual Flávia Ferrari nº 2!
A revista estará nas bancas do Brasil a partir de 27 de setembro!
Para assinar, acesse http://tinyurl.com/6848fqo

A Flávia é uma fofa que sempre incentivou o Faça Você Mesmo, o poder criativo e transformador que existe dentro de cada pessoa para fazer da casa um lar!
Lançou um Revista linda, cheia de cor e inspirações e a segunda edição já já tá nas bancas e eu aqui ANSIOSISSIMA para vê-la!!

Se a resposta é não, adiciona aí na sua listinha de compras, porque ela é danada de útil.

Sabe quando você vai bater um preguinho na parede e ela “esfarofa” toda e faz um estrago? Se você colocar a fita antes no lugar que vai “pregar” isso não acontece

E quando você quer fazer algo em determinado espaço na parede mas não dá pra delimitar riscando com lápis?

Tá querendo mudar os móveis de lugar ou querendo projetar um novo e não confia só nas regrinhas básicas de distância para boa circulação? Mede e coloca a fita no chão onde ficará o móvel. Foi assim que planejamos as bancadas da La Pomme


E uma parede linda e listrada?

A Margarte também usou a fita pra deixar o quarto da Isabela lindo como ela:

E partir disso aí você pode soltar a imaginação e fazer pinturas super originais, não só em paredes!

E que tal criar um painel de fotos bem dinâmico? Que você possa trocar sempre as fotos sem danificar a parede com cola e descola? A fita crepe é perfeita.

Ah! Sua praia não é decor é cozinhar? Legal! e pra identificar as comidinhas que você  faz e precisa congelar? Fita crepe! Não gruda nos potinhos, você consegue escrever com qualquer caneta :D
A Larissa (projeto801 – vai lá conhecer ela) identifica os temperinhos dela.
organização cozinha  Tempero na gaveta ou como conservar temperos

Diz se ela é ou não multi?
Agora conta pra gente o que você apronta com fita crepe!

Sabe aquele quadro que você ta enjoada dele, mas por outro lado não quer estragá-lo?

É só forrar ele com tecido, prendendo o tecido só no fundo da moldura com tachinhas/percevejos ou com grampeador de estofador!
Dá pra fazer também com telas para pintura! É outra maneira de sempre renovar sem gastar muito. Toda vez que enjoar, é só trocar o tecido.

Eu fiz isso aqui no ateliê em dois lugares.

No post passado falei sobre as fotos que fiz pra ilustrar frases inspiradoras da Cissa!
Imprimi todas em tecido e escolhi as 3 prediletas pra colocar na parede!

E aqui duas telas forradas com tecido de bolinhas que já foram cabeceira da minha cama e que agora vestem as paredes do ateliê :D

Bem facinho eu consegui dar um ar fofinho!!! tudo inho inho inho! rs

Beijoca e que maio chegue cheio de boas energias :D

Como sempre antes do post tem histórinha né?
Dia desses recebo um e-mail com um release para um publieditorial.
Ah! eu não criei o blog com nenhum proposito comercial, criei e o mantenho simplemente porque gosto!
Mas também não é por isso que, vou simplesmente, nem saber do que se trata não é? E se for algo bacana porque não divulgar?
Como não conhecia o produto, fiz a seguinte contraproposta: Receber um produto, conhecê-lo e se achasse bacana faria meu próprio post e não simplesmente copiaria e colaria o texto que eles me enviaram, porque respeito e muito os meu leitores e não ia postar simplesmente pra postar né?
O Pessoal topou (pra mim, daí já era sinal de que o produto era bom mesmo, não tinha receio do que ofereciam).
Fiquei na dúvida se iriam enviar mesmo.
Mas enviaram, chegou rápido e adorei.
Vamo logo né gente, falar o que é:
Um pufe… Eva, como assim um pufe?
E eu respodo que é muito mais que um simples pufe, ele é gigante! O nome é Brasillazy Louge Pufe

Agora como  como prometido pro pessoal da Brasilazy eu falarei o que achei!
Todo mundo aqui em casa adorou, principalmente Isadora e por isso ela foi escolhida pra ser a nossa “modelo” rs (rolou atá seção pula e desliza – no fim mostro um minúsculo stopmotion).
Porque ele é realmente é grande como aparenta as fotos no site (não é truque de fotografia), ele aberto coube eu e Eder.
É relamente confortável e relaxante como é divulgado. É versátil, dá pra usar fora e dentro de casa. Dá pra deitar, sentar.
O que marido gostou e comentou é que ele relamente acomoda o corpo, você não fica escorregamdo nele.
O material é bem resistente!
Até agora só encontrei duas coisas das quais não gostei:
- A variedade de cores, foi difícil escolher qual eu queria, são 13 e pra nós que amamos cores… rs
- E ter que ficar disputando quem vai sentar nele!
Montei no estúdio um ambiente relax pra mostrar pra vocês e fiz umas fotos no meu jardim que ainda não tá todo prontinho!

Gostaram? Terminei as fotos e desejei ter um espacinho em casa pra levar tudo isso pra lá, sentar e ouvir música até não querer mais!
E como prometi que faria listinha de onde encontrar tudo:
Pufe: Brasilazy
Xícaras: La Pomme
Jarra: Supermercado
Bandeja: Tok&Stok
Pufe de taboa (que serviu como mesa lateral): Mercado São José – Recife/PE
Bonsai: Presente do jardineiro
Tapetinho de fuxico: Gravatá/PE
Polaroid: Herança dos antigos moradores da minha casa

Sabe outra coisa que gostei, que ele é produzido aqui no Brasil e melhor, aqui no Nordeste, em fortaleza/CE!
Agora com ele embaixo de uma goiabeira, preparado pra gente se jogar e curtir os passarinhos cantando (juro que foi exatamente o que eu fiz quando terminei as fotos, deitei e fiquei lá só curtindo!):

Cestinho de palha: Supermercado
Bandeja: Gravatá/PE
Toalhinha xadrez: Supermercado
Cestinha com alça: Surrupiei da mama (segredo não contem pra ela)
E na cestinha tem goiabas colhidas aqui no pé. DELÍCIA!

Bom, então é isso pessoal, quem quiser ver mais sobre o pufe tem no site deles todas as informações e outros produtinhos também!
Boa semana pra todos!

… dicas de como fazer você mesmo!
Antes de qualquer coisa, um esclarescimento: tudo que escreverei aqui é baseada nas minha experiências e não significa estar 100% certo, então ao persistirem os sintomas corram até o pintor mais próximo!

Sempre encarei a pintura das paredes numa boa (numa ÓTIMA! – ADORO!) e a cada parede que pinto descubro uma coisinha diferente que poderia ter sido feito pra melhorar o desepenho da tinta, ou o acabamento, ou a cobertura… Deixo claro que nem sempre sigo o que vou escrever aqui, mas alerto que isso tem sérias consequencias.
O primeiro passo, antes de qualquer coisa, até da escolha da cor é: escolher o tipo de tinta – LATEX, PVA, ACRÍLICA, ÓLEO, ESMALTE SINTÉTICO –  porque a partir dessa escolha é que você determinará como precisará preparar a parede que irá receber essa tinta. Eu não sou a pessoa mais indicada pra falar sobre, mas por exemplo se a parede é pintada com tinta acrílica, óleo ou esmalte, a tinta latex e a pva não vão aderir.
Eu sempre opto (mesmo em casa alugada) pela acrílica super lavável ou só acrílica mesmo (nao muda muita coisa não). É, ela é sim bem mais cara, mas vale cada centavo, então se der pra investir nela, invista, porque a durabilidade das paredes com jeitinho de recem pintadas é bem maior
Eu não faço isso, mas aconselho que toda vez que for colocar tinta numa parede ela seja lixada e emassada. Isso faz com que a tinta tenha uma aderência mais uniforme e um acabamento mais bonito, pois a massa corrida absorve melhor a tinta que um tinta já seca e velha.
Se não der pra fazer isso, pelo menos uma boa lixada (eu também não faço, mas é errado ta? não repitam isso em casa!)
A escolha da cor é outro fator muito, muito importante, assim como tipo de acabamento. Eu particularmente tenho horror de paredes pintadas com acabamento brilhoso (pra mim parece parede de hospital), gosto tanto do resultado tátil como visual dos acabamentos foscos ou acetinados. Lembrando que quanto mais brilho, mais as imperfeições da parede aparecem.
A cor é um a questão bem pessoal e muito delicada. Cuidado ao reproduzir uma determinada cor só porque viu numa revista ou na casa de alguém e achou o máximo, lembre-se que a revista você fecha e coloca dentro do revisteiro e a parede você terá que conviver com ela todos os dias!
No caso de ter visto na casa de alguém e amado, avalie se o seu ambiente irá receber tão bem aquela cor.
Muitas coisas devem ser levadas em consideração: luminosidade, tamanho, atmosfera que pretende que tenha o ambiente.
Darei um exemplo: sempre vejo imagens liiiindas de ambientes pintados de cinza, mas sempre pensava que jamais colocaria essa cor em nenhum lugar da minha casa, pois acho que deixaria o ambiente muito pesado e triste. Certo dia fui conhecer a casa da minha futura vizinha e ela me mostra o home theater dela. Qual a cor? CINZA! e ficou muito bom, porque é um ambiente que quanto mais escuro melhor, que deve ser aconchegante e com cores que não interfiram na imagem da tela! PERFEITO. O ambiente não ficou depressivo e casou muito bem com a cor.
Então é só ter cuidado e pensar bem direitinho no resultado.
Tá na dúvida? Das duas uma: consulta um especialista, ou encara a pintura com a possibilidade de, se não ficar legal, repintar!
A tempera da cor é outra coisa. Você pode ir numa loja e pedir pra preparar aquela infinidade cores oferecidas por diversas marcas ou fazer você mesma em casa com pó xadrez ou pigmento líquido!

Agora, depois de todos os assuntos teóricos, vamos ao que interessa:
A primeira providência a ser tomada é remover os móveis, ou encostá-los num canto e cobrir.
Depois cobrir (ou remover) todos os espelhos de tomadas e interruptores). prender com fita crepe jornal por todo o rodapé – a fita irá impedir que o rodapé seja pintado e o jornal protegerá o chão. Se você vai pintar apenas uma parede (ou pedaço dela) use fita e jornal também nos limites da parede ou da área a ser pintada (inclusive teto). ASSIM:

Agora vamos à lista de material necessário:

Rolo de lã de carneiro (de espuma nem pensar)
Pincel para pintar teto, rodapé e laterais – quanto mais macio, melhor (e eu não recomendo os pinceis da Atlas)
Fita crepe (essa é específica pra paredes – tem boa aderência sem arrancar a tinta na hora da remoção)
dica importante: espere a tinta secar para remoção da fita)
Lixa para massa (para preparar a parede antes da primeira mão de tinta)
Recipiente para tinta – existem umas bandejas específicas para isso, mas não gosto, acho elas pequenas e baixinhas, eu sou destrambelhada e a tinta sempre escorre pra fora.
A tal tinta! escolha uma marca de boa qualidade e dilua na quantidade recomendada pelo fabricante (nem mais, nem menos) leia o rótulo e respeite os tempos de secagem e quantidade de demãos (eu não respeito o tempo de secagem, secou ao toque eu tasco outra demão em cima. ERRADO!)
Experimentei a tinta da Iquine, tava mais barata que a Coral R$ 20,00 e tinha a cor exata que eu queria. Gostei muito da cobertura, mas 20 dias depois ainda tem cheiro de tinta no ambiente. A da Coral não fica cheiro pro outro dia.

Pra finalizar a lista, um cabo de vassoura pra colocar no rolo e pitar lá no alto, uma escada e um marido disposto!

O resto só aprende fazendo e errando e acertando e por aí vai…
Eu adoro fazer isso (mesmo quando o marido não quer ajudar) me divirto e fico feliz de ter alguma cor na minha parede!!!!

Depois lave bem todos material pra não ficar resíduos e para que possam ser utilizado em próximas aventuras!

Se você é adepta do conceito de decoração acessível e do faça você mesmo, é uma ótima forma de renovar ambientes gastando pouco, uma vez que você economiza na mão de obra!

Agora me digam uma coisa: Vocês estão juntando as pecinhas desses últimos posts? Não???? então comecem porque tem tudo a ver!

ASSUMINDO OS FIOS!!!
A tecnologia sem fio já está aí, até para energia elétrica, porém ainda não acessível para reles mortais como nós. Eu abomino fios e assim que a tal tecnologia da energia elétrica wireless estiver disponível estarei na fila para adquirir a minha rede! Enquanto isso temos que nos conformar em ter que ficar em busca da melhor maneiras de escondê-los. Ou não!
Tem um ditado que diz: “Se não pode com o inimigo, junte-se a ele.”

Duas opções: 1- prender pedacinhos papel de sacrapbook ou adesivo (aqueles que usamos pra parede) no fio. 2 – colar ou pintar motivos em volta do fio na própria parede, trazendo-o para decoração.

Solta a imaginação!

P.S.
Olha só minha gente, tem muita gente mandando e-mail me perguntando onde eu compro as coisas que posto por aqui, então nos próximo posts vai uma fichinha técnica em baixo ok?
Boa Semana!

© 2014 asperipeciasdeeva.com.br Suffusion theme by Sayontan Sinha