Dica BBB, heim?
Uma das coisas que herdei da mama na última limpa que fiz na cada dela (ha ha ha) foi esse movelzinho aí!
Tava escanteado e cheio de poeira.
Na hora eu quis pra mim e já sabia qual seria o destino dele.

20140725-235934-86374139.jpg
Ele ainda ficou uns dias encostado e eu sem saber ao certo que eu ia fazer nele.
Aí resolvi colar tecido, separei as estampas, fiz os cortes, colei e…
HORRÍVEL!!!!!

Arranquei tudo e lembrei de umas revistas Zuppi que eu tenho, não tive dúvidas, escolhi uns desenhos bonitos e cola neles!
Eu amava forrar os móveis com revista quando era adolescente, tinha várias coisas assim e ficava horas escolhendo as imagens e colando.
Pra fazer é muito fácil, é só passar a cola e colar o recorte. Depois passar cola por cima pra dar uma impermeabilizada. A depender do móvel é aconselhável passar verniz spray pra reforçar a impermeabilização.

20140720-160639-57999116.jpg

O lugar certo dele era a minha mesa, pra ver se coloca ordem, porque vou te contar, viu? Nunca vi mesa mais bagunçada que a minha, não importa quantas vezes arrume ou quantos meses fique sem arrumar. É bagunça no grau mil.

No fim da constas eu fiquei meio “decepcionada” porque as estampas ficaram todas escondidinhas. Mas ele tem me ajudado bastante. Agora é bagunça é grau 900…rs

Detalhes dos “badulaques” da minha mesa:

LPS que Dorica me deu e lá atrás eu e Eder versão biscuit

Gatinho de LEGO, feito por Dorica, claro!


Cestinhas que eu AMO!


E minha caneca plástica personalizada luxo da La Pomme com a estampa “Flores de março” que eu desenhei.
(as duas estão disponíveis lá na loja)

Você assina a news da La Pomme?  Semana passada eu mostrei um pedaço do ateliê em primeira mão.
Clica aqui pra assinar, eu escrevo pessoalmente, toda semana, e-mails contando novidades, como foi a semana e tem sempre presentes e vantagens exclusivas pra quem é assinante.

Olha um pedacinho do que eu mostrei lá:
Olha só que massa essa ideia de mesinha lateral com revistas!

Minhas máquinas ganharam capinhas novas e com a marca da loja <3
E as paredes, ganharam mais amor com os dois lançamentos da La Pomme:
A coleção “Eu amo costurar” e Pôster rígido personalizado.

Tô super animada com as mudanças que ando fazendo por aqui!
Acho que a próxima coisa que vou mostrar é o quarto de Dora :)

Beijocas!

… TUDO!

Desde que postei a cadeira forrada de tecido que todo mundo me pergunta: como faz?
E eu sou meio lesa pra fazer passo a passo! humpft :(
Coloquei um link pro vídeo da Flávia Ferrari, mas muita gente reclamou que não conseguiu abrir.
Como a mesa de cabeceira que eu mostrei ontem eu forrei com tecido, resolvi fotografar tudo e tentar um PAP tá bão?



Primeiro você passa uma faixa de cola direto na superfície. Aí vem com o tecido e coloca em cima. Vai passando cola no resto do móvel e colocando o tecido. Simples assim gente!

Agora o truque:

Passar um rolinho de espuma enquanto a cola ainda tá molhada pra “esticar” o tecido. Tem gente que gosta de usar espátula – vai de gosto!

E assim vai até terminar de colar! Tem que cortar um tantinho aqui de tecido pra fazer o acabamento, outro corte alí pra virar o tecido pro outro lado do móvel. Cada peça tem um jeito diferente de fazer. Tem que ir sentindo o que precisa ser feito.

Depois de tudo seco é hora de pegar um estilete beeeeeem amolado e ir cortando as rebarbas de tecido. Outra forma de fazer isso é pegando uma lixa e passando no lugar que quer remover o tecido (nunca fiz assim, mas sei que dá certo)

Tá tudo seco? todas as rebarbas devidamente aparadas? Então pega a cola, dilui a cola com um pouco de àgua ( a quantidade vai depender de como tiver a cola que você tá usando) de maneira que ela fique fluida, mas não rala. É um tantinho só de àgua para cola não ficar muito grossa. Com um rolinho passa no móvel inteiro. Dependendo do móvel vale usar uma esponja pra passar a cola. Depois de seco é só pegar verniz spray e tschiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii nele todinho!

e voilá!

Arremata com rodinhas (totalmente opcional / totalmente útil) – Tem uma de silicone bem mais bonitinhas que essa aí que eu usei, mas no dia era o que eu tinha em mãos!

Minhas considerações (que eu considero, mas nem tanto assim e muitas vezes as desprezo, mas é tolamente por minha conta e risco)

- Na hora de escolher o tecido evite aqueles muito finos, normalmente eles mancham muito e são ruins de aplicar. Procure usar tecidos de algodão.
- A cola! Não pode ser dessas colas brancas escolares. Tem, que ser cola extra forte – chamam de rótulo azul, mas tem rótulos de tudo que é cor. Normalmente encontra em casa de material de construção, armazém…
- Quando aplicar o tecido a cola vai molhá-lo e deixá-lo com uma certa transparência, por isso a cor de fundo do móvel vai interferir. Por isso é bom sempre passar pelo menos uma demão de tinta branca antes do processo de colagem.
- Sobre tempo de secagem. Não sei! Isso vai variar de acordo com a sua cola, do tipo de tecido, do material do móvel, da temperatura e úmidade relativa do ar de onde você está  e de um tanto de outras coisas mais. Siga o que dizem os rótulos e na falta deles faça alguns testes. Experimente!
- O verniz spray não deve ser aplicado antes de impermeabilizar com a cola, as chances da aplicação não ficar uniforme é grande. Além disso o tecido tá ali totalmente poroso e vai “chupar” muito verniz, ou seja vai gastar muito muito mais verniz (que é mais caro que a cola). A depender de onde for ficar o móvel e sua utilização nem precisa do verniz, mas é bom usar!

A dica de ouro: Nunca fez? nunca usou aquele tipo cola? Não sabe se esse tecido vai dar certo? Ou qualquer dúvida decorrente, faz um teste num lugar pequeno. Não comece arriscando fazendo uma peça complicada cheia de detalhes ou num espaços muito grande. Vá devagar! Diga-se de passagem que eu não sigo muito essa regra (ou qualquer outra). Na minha agonia de fazer logo faço direto, mas por conta disso eu já perdi muita coisa, já tive que refazer muitas outras e outras vezes consegui o que queria. Tem que tá preparado para frustrações!

Na cabeceira tem:
Cestinhos - tok&stok
Rena – Gamela Presentes
Caleidoscópio Chá com Chita
Cofrinho La Pomme

ANTES

DEPOIS

O bloguinho tá paradinho, mas é por vários bons motivos. Tô focada no meu quarto! É gente, ele vai sair, finalmente! E tá ficando como eu quero! Na verdade já tá praticamente pronto! Mas eu sou má e vou mostrando aos poucos! E conto também o que me ajudou a resolver os problemas com o quarto!

Só sei que agora estou curtindo muito ele!

Hoje eu vim mostrar uma a cadeira que fiz pra ele (na qual estou sentada nesse exato momento). Muito fácil e barato de fazer, mas com um resultado super legal

Eu não sou muito boa com PAPs não. Então não vai ter PAP. Mas não fica triste a Flávia conta tim tim por tim tim nesse vídeo.

Eu gastei em torno de R$ 20,00 reais e o tempo de um filme (enquanto *assistia* fazia)
Na verdade eu não gastei nada porque já tinha o tecido, a cola e os pinceis. Mas essa é a estimativa!

Me conta gostou? Então curte aí!? beijocas!

… com tecido

ANTES

DEPOIS

Fotografia: Eva Caroline

Essa cadeira já é bem charmosa e moderna. Eu adoro! Comprei com um precinho bom numa promoção, mas acho que ia ficar muito séria no quarto de Isadora e aí fui fazer o que sempre quis desde que as comprei! Forrar com tecido!

Olha aí o que eu precisei ó:


- Cola branca (forte)
- Estilete
- Tesoura
- Pincel largo e/ou rolinho de espuma
- Tecido

Removi os pés da cadeira. Com um pincel largo fui passando cola e fixando o tecido. Depois dilui um pouco (bem pouco) de cola com água e com um rolinho passei por cima do tecido para fixar melhor. Depois de seco com tesooura e estilete cortei o excesso de tecido. Pra finalizar uma mãozinha de verniz spray.

Eu tenho mais 3 dela por aqui e tô pensando em fazer o mesmo!
A @priscila_oliver também resolveu repaginar um cadeira!
Gente ficou o luxo a glória e o poder (parafraseando Lu Brasil)

Fotografia: Priscila Oliver

Vai lá dizer pra ela que ficou lindo e ainda ver o passo a passo… vai!

… para minha Doricas

Vocês lembram desse post AQUI que eu mostrei o presente que a Brasilazy me mandou?

Então eu não sabia, mas eles tem o mesmo puff delicioso e lindo pros pequenos e me mandou um pro quarto de Isadora!
Dona Isadora está numa fase verde, tudo tem que ser verde! Então ela escolheu o puff de que cor??

E aí está ele no cantinho de leitura dela!
Ela foi quem mais curtiu o puff só que nunca tinha vez no grande! Agora ela tem um só pra ela!

Gostou?
Olha mais no site deles porque esse aqui já tem dona: Brasilazy

Se ela gostou? O que você acha?

Fotografia: Eva Caroline

Beijos e queijos e vou avisando: se meu tempo e minha organização permitirem teremos post pra não acabar mais!!

Isso mesmo… é pra fazer em casa.

Nicho – Ele é bem coringa, pode andar pela sala, cozinha, quarto das crianças ou do casa. É o mais fácil de todos de fazer e pra deixá-lo ainda mais prático você pode colocar rodinhas. Esse tem 40 x 40 x 40, mas pode ser feito no tamanho que sua necessidade pedir (tamanhos maiores que esse pedem apenas MDF/madeira mais grossas).
Não tem passo a passo dele no blog, mas é só seguir os passos da prateleira (próximo móvel)  deixando de colocar as divisórias internas.

Essa prateleira é bem simples e se encaixa quase todo tipo de decor e ambiente, porque ela é reta e simétrica, só trocando cor e adereços você obtem visuais bem diversos. A minha já foi expositora das minhas canecas na cozinha, já esteve no escritório de casa e agora tá no atelier da La Pomme
O passo a passo ta aqui.

Pra quem tem problemas com espaço (ou não) esse é maravilhoso, resolve vários questões sem ocupar muito espaço e ainda tem um desenho diferente.
Nele você consegue organizar os controles de tv e dvd, apoiar o celular, pequenas miudezas que sempre “retiramos” de nós antes de dormir (brincos, aneis, relógios, prendedores de cabelo…etc), colocar livros e revistas que estamos lendo ou o notebook e ainda sobra espaço pro copo de água e um despertador.
PAP aqui

E por ultimo uma que na verdade é construida a partir de objetos da casa: uma prateleira de guarda-roupa + banqueta alta + pregos + tinta e mais nada!

Tem ela aqui

Eu adoro fazer meus própios móveis, pena não ter muito tempo sobrando para. Mas é delicioso!!
Ah! essa prateleira da útima foto tem nesses links abaixo
http://evinhaeva.blogspot.com/2008/05/mil-coisas-em-u-post-s.html
http://evinhaeva.blogspot.com/2008/05/prateleira-parte-ii.html
http://evinhaeva.blogspot.com/2008/05/prateleira-parte-iii.html

… para Doricas!
.

Enquanto nada relacionado à nossa moradia se define, vamos nos virando por aqui mesmo, nesse quartinho apertadinho… rs
Dia desses A minha gata reclamou que não tinha onde fazer a tarefa porque peguei a mesa de estudo dela (é aquela branca que pintei) pra acomodar uma máquina. Tá! tudo bem que nunca vi dona mocinha sentada comportadamente numa mesa fazendo sua lição, ela usa todos os lugares: chão do quarto, minha cama, cama dela, mesa da cozinha, chão do terraço, cadeira, banco. Tudo menos a mesa de estudos. Acontece que percebi que essa reclamação foi mais uma necessidade dela de sentir que tem um canto só dela. Serviu pra me dar um “saculejo”, tipo: Mãe, você optou por isso? que culpa eu tenho?
E parti pra tentar deixar o espacinho da baixinha, mais habitável e menos caótico.
Iamos comprar um quarto completo pra ela, porque não tá sobrando tempo pra fazer minhas invenções, mas pensamos bem e vimos que era bobagem, uma vez que tem muita coisa por se definir.
Então tive que arrumar o tal tempo (a gente sempre arruma né?).
Saí andando pelos cômodos da casa, em busca de materia prima…
Catei um banco alto par usar como pé. Mas e o tampo da mesa?
Até que em meio ao monte de entulho que estava prestes a ir pro lixo eu achei um quadrado de MDF.
Pronto a fome e a vontade de comer.
- Pintei o banco e o tampo de branco (como pintar móveis aqui)
- Prendi o tampo no banco com 3 pregos e não centralizei o banco, prendi deslocado, assim ela não vai ficar batendo o joelho quando sentar.
- Forrei o tampo com tecido. Para colar usei cola branca Cascorez rótulo azul
- Depois de seco impermeabilizei com tinta spray, assim fica fácil de limpar e não acumula poeira.
- Preguei uma tábua (já pintada) na trava do banco e serviu como prateleira para guardar os gibis dela

Minha gata ficou feliz, com a mesa e com a arrumada que dei no quarto dela!
É uma mesa pequena, mas atendeu super bem.

Banco e gaiolinha de passarinho- Tok & Stok
Almofada, prateleira, porta-revista e porta treco – Feitos em casa
Abajur – La Pomme
Globo inflável – Atacadão do presentes.
E aí, dá pra fazer fácil fácil né?

Como sempre antes do post tem histórinha né?
Dia desses recebo um e-mail com um release para um publieditorial.
Ah! eu não criei o blog com nenhum proposito comercial, criei e o mantenho simplemente porque gosto!
Mas também não é por isso que, vou simplesmente, nem saber do que se trata não é? E se for algo bacana porque não divulgar?
Como não conhecia o produto, fiz a seguinte contraproposta: Receber um produto, conhecê-lo e se achasse bacana faria meu próprio post e não simplesmente copiaria e colaria o texto que eles me enviaram, porque respeito e muito os meu leitores e não ia postar simplesmente pra postar né?
O Pessoal topou (pra mim, daí já era sinal de que o produto era bom mesmo, não tinha receio do que ofereciam).
Fiquei na dúvida se iriam enviar mesmo.
Mas enviaram, chegou rápido e adorei.
Vamo logo né gente, falar o que é:
Um pufe… Eva, como assim um pufe?
E eu respodo que é muito mais que um simples pufe, ele é gigante! O nome é Brasillazy Louge Pufe

Agora como  como prometido pro pessoal da Brasilazy eu falarei o que achei!
Todo mundo aqui em casa adorou, principalmente Isadora e por isso ela foi escolhida pra ser a nossa “modelo” rs (rolou atá seção pula e desliza – no fim mostro um minúsculo stopmotion).
Porque ele é realmente é grande como aparenta as fotos no site (não é truque de fotografia), ele aberto coube eu e Eder.
É relamente confortável e relaxante como é divulgado. É versátil, dá pra usar fora e dentro de casa. Dá pra deitar, sentar.
O que marido gostou e comentou é que ele relamente acomoda o corpo, você não fica escorregamdo nele.
O material é bem resistente!
Até agora só encontrei duas coisas das quais não gostei:
- A variedade de cores, foi difícil escolher qual eu queria, são 13 e pra nós que amamos cores… rs
- E ter que ficar disputando quem vai sentar nele!
Montei no estúdio um ambiente relax pra mostrar pra vocês e fiz umas fotos no meu jardim que ainda não tá todo prontinho!

Gostaram? Terminei as fotos e desejei ter um espacinho em casa pra levar tudo isso pra lá, sentar e ouvir música até não querer mais!
E como prometi que faria listinha de onde encontrar tudo:
Pufe: Brasilazy
Xícaras: La Pomme
Jarra: Supermercado
Bandeja: Tok&Stok
Pufe de taboa (que serviu como mesa lateral): Mercado São José – Recife/PE
Bonsai: Presente do jardineiro
Tapetinho de fuxico: Gravatá/PE
Polaroid: Herança dos antigos moradores da minha casa

Sabe outra coisa que gostei, que ele é produzido aqui no Brasil e melhor, aqui no Nordeste, em fortaleza/CE!
Agora com ele embaixo de uma goiabeira, preparado pra gente se jogar e curtir os passarinhos cantando (juro que foi exatamente o que eu fiz quando terminei as fotos, deitei e fiquei lá só curtindo!):

Cestinho de palha: Supermercado
Bandeja: Gravatá/PE
Toalhinha xadrez: Supermercado
Cestinha com alça: Surrupiei da mama (segredo não contem pra ela)
E na cestinha tem goiabas colhidas aqui no pé. DELÍCIA!

Bom, então é isso pessoal, quem quiser ver mais sobre o pufe tem no site deles todas as informações e outros produtinhos também!
Boa semana pra todos!

Para repaginar um ambiente nem sempre é necessário mover céus e terra e gastar horrores, se desfazer de móveis e trocá-los por outros.
O móvel não casa mais com a sua decoração? Ou está com uma aparência não muito agradável?
Seja qual for o motivo, antes de se desafazer, pense nas várias possibilidades que existem pra reformar ou transformar. Lembre-se que assim você economiza, gera menos lixo (mesmo que fosse doar) e ainda freia a tendência mundial de consumo desnecessário.
A minha opção é sempre por pintá-los ou revestí-los com tecido ou papel.
……………………………..
Com as mudanças necessárias que tivemos que fazer para acomodar a família de 3, que somos, em dois cômodos (quem tá chegando por aqui agora, acompanha a estória aqui), precisava de uma mesa de estudo para Dona Doricas (a filhota). A mesa que ficou disponível se encaixava perfeitamente nas dimensões do quarto dela, exceto pela cor – madeira envernizada. Então, decidi começar a fazer já, algo que pretendo fazer em praticamente todos os meus móveis de madeira quando minha casita nova estiver pronta: Pintar de branco. Poderia ser qualquer cor, porém a escolha do branco tem um papel decisivo, pois adoro cor e vou morar numa casa que não será muito grande. O branco deixará os ambientes mais leves e eu poderei usar e abusar das cores através das paredes e objetos!
Mas vamos ao que interessa: O Tal antes e depois da mesa!

Como a maioria das coisas aqui em casa, decidi eu mesma fazer e a transformação, o que barateou ainda mais a transformação. Mas, ainda que fosse contratado um profissional, sairia mais econômico que comprar outro móvel.
Como eu prometi em algum post anterior, fiz a listia do que você precisa e onde irá encontrar os itens para montar o ambiente.
- Mesa – comprada em casa de usados (não me lembro mais onde, faz muito tempo)
- Pranchetas – livraria
- Pintura – by Dona Dorica
- Moldura do quadrinho branco – vidraçaria da esquina
- Cadeira – tok & stok
- Compartimento para livros (azul) – gaveta de um gaveteiro de plástico comprado no extra
E o PAP de pintura de móveis a seguir:
O primeiro passo para pintar um móvel é definir cor, acabamento e o tipo tinta.
Como já disse minha opção é sempre os acabamentos foscos e acetinados e tenho uma predileção pela linha Coralit da Coral, já gostava quando era tinta esmalte comum e agora que foi lançada a Coralit a base d’água, sem cheiro, amo mais ainda (Tô fazendo propaganda de graça porque eu sou assim, o que eu gosto eu falo e o que eu não gosto eu falo também). Gosto pelo acabamento, pela facilidade de uso e pela durabilidade e resistência. Mas existem outros tantos tipos de tinta. Na loja o vendedor pode te mostrar os produtos disponíveis e aconselhar qual é a mais indicada caso a caso.
Depois de escolhido cor e tipo de tinta, é necessário preparar a madeira removendo todo o acabamento que existe nele. Se for verniz é preciso lixar para remover todo o verniz. Acreditem, essa parte é dolorosa. Eu tenho lixadeira, mas os pés da mesa tiveram que ser lixados na mão, e não adiantou eu fazer carinha de cachorro que caiu do caminhão de mudança que o marido não veio ajudar nessa parte nem a pau… marido mau. E outra coisa é o pó que não se acaba mais, muito, muito mesmo.
Se o acabamento for cera, complica (acho). Eu nunca fiz, mas instruções do marido que foi marceneiro por 10 anos: Removedor de cera, ou água quente com agua sanitária, deixa secar bem e depois lixa.
Depois disso passar uma mão de selante para madeira (o selante tem que ser compatível com a tinta). Ele vai impedir que a madeira manche a tinta.
Aguarde o tempo de secagem e passe uma lixa fina (No. 180).
Aplique a primeira demão (use rolinho ao invés de pincel – pincel só nos cantinhos), aguarde o tempo de secagem, lixe novamente. A cada demão uma lixada e a cada lixada use uma lixa mais fina. Isso irá garantir um acabamento mais uniforme e uma pintura bem lisinha. (Eu comecei com uma lixa 60 – para remover o verniz e terminei com uma 600 na última demão de tinta). Pronto! Um móvel renovado!
O que é importante de observar: 
- Respeite os tempos e instruções fornecidos pelo fabricante.
- Não pule etapas para ganhar tempo: se não remover o acabamento anterior e preparar a madeira a tinta não vai aderir e vai descascar fácil depois, se não lixar entre as demãos a madeira vai “arrepiar” e vai ficar áspero ao toque e não terá uma acabamento uniforme.
- Se não tem prática e o móvel é trabalhoso, melhor contratar um profissional
- Se for em apartamento, esqueça  a menos que você queira remover pó de todos os objetos de toda a casa por pelos próximos 365 dias ( o pó é muito fininho), ou se o seu móvel for lixado em outro local.
- usar óculos (pra evitar que voe coisas nos olhos) e máscara (pra não inalar poeira- lembre-se essa poeira estará carregada de produtos como verniz, tinta, etc…), trabalhar com segurança sempre!
Uma última nota sobre lixas quanto maior o número da lixa, mas fina ela é. E eu opto por trabalhar sempre com lixa de ferro (mesmo sendo em madeira) porque elas tem uma durabilidade maior.
…………………………………….
Essa semana pretendo mostrar o restante do quarto de Isadora e o que fiz pra ganhar mais espaço nele!

Eu prometi, eu vou cumprir…

Então para quem  achou essa belezinha bacana, vamos ao PAP (tentarei).

Materiais:
- Madeira (se você vai fazer aconselho pinos) ou MDF
- Prego
- martelo
- trena
- tinta para madeira
- serra
- lixa

Existem duas possibilidades: você comprar a madeira nos tamanhos certos ou cortar em casa. O corte em casa só aconselho pra quem tem alguma prática, se o corte não ficar bonitinho o encaixe vai ser prejudicado.

Esse móvel pode ser de vário tamanhos, esse tem 35 cm de altura, 30 cm de largura e 20 cm de profundidade. Pra fazer um desse tamanho seguem as medias das pecas(uma de cada tamanho).

As duas peças que estão com uma interrogação vão variar o tamanho de acordo com a espessura da madeira usada (caso use MDF  a espessura minima deve ser 15mm). Se o material usado for mais fino as peças serão maiores, se for mais grosso, as peças serão menores. Você terá que calcular a medida pra que o encaixe fique legal!

Eu fiz os dois Ls primeiro, depois medi o tamanho que as peças de fechamento precisariam ter. Pra unir cada peça é necessário utilizar 3 pregos. O Primeiro é colocado um no meio e depois os outros dois, um de cada lado.

Depois do móvel fechado, lixar pra tirar qualquer desnível, passar uma pasta para acabamento em madeira, para preencher alguma abertura (essa pasta pode ser feita com pó de serra e cola).
Depois disso é só pintar. A depender da madeira e da tinta, entre duas ou três demãos e lixar entre cada demão com uma lixa bem fininha.

Tinta para madeira normalmente tem cheiro muito forte porque são a base de solvente e não de água, mas a coral lançou a Coralit a base água. Eu fiquei meio reticente porque uma vez comprei uma tinta esmalte a base d’água e detestei, mas essa é ótima de trabalhar, tem uma cobertura e aderência muito boa.

Eu gosto de usar rolinho de espuma porque acho que dá um acabamento mais uniforme, uso o pincel só pro acabamento nos cantos!
Espero ter sido clara! Já disse que PAP pra mim é meio complicado, sou um ser meio confuso, meu negocio é fazer!
Se precisarem pode mandar um e-mail com dúvidas que eu respondo!

© 2014 asperipeciasdeeva.com.br Suffusion theme by Sayontan Sinha