20140302-010814.jpg

#doricafaz11
Minha filhota tá ficando mocinha! Olho pra ela e não acredito que tenho uma filha grandona assim. Não faz muito tempo, era eu quem tinha 11, sentada no “play” do prédio, sonhando com o dia que completaria 15.
Mas voltando ao assunto…
Esse ano pensamos em não comemorar o aniversário de Dora por questão de economia. Mas achei que seria super importante pra ela, já que estamos numa cidade nova e uma reunião de amigos em casa seria uma ótima oportunidade de estreitar laços.
Decidido! Doricas ia comemorar o aniversário com os amigos!
Ficou decidido fazer um simples lanche numa tarde de domingo e só. A diversão ficaria por conta da criançada!
Eu e Eder colocamos a mão na massa e não compramos nada pronto.

20140302-011836.jpg

20140302-011853.jpg

20140302-011930.jpg

Não fizemos nada demais
- brigadeiro
- beijinho
- pão caseiro
- patê de azeitona
- patê de alho
- sanduíche de sardinha
- sanduíche de queijo
- suco de maracujá
- self service de bolinho (explico em baixo)
O negócio ia ser tão simples, que nem decoração ia rolar. Maaaaaas quem disse que eu aguento?
Tinha umas sobras de papel colorido do ateliê que iam pra reciclagem e eu achei desperdício, então guarde. Era hora de usar!
Fiz dois tipos de tiras – argolas de papel e papel costurado. Pendurei no teto prendendo com fita adesiva de silicone.
Super simples, mas deu um colorido super legal!

20140302-013509.jpg

20140302-014106.jpg

O resto da mesa fui montando com coisas que tinha em casa!
A toalha da mesa é um pedaço de malha.
A suqueira é um filtro plástico.
O prato duplo para bolinhos é da Chá com Chita (Recife).
O baleiro eu já tinha e como todo mundo pergunta, comprei no atacadão dos presentes (Recife).

E a parte mais legal de todas: o bolo!
O bolo que não teve, Isadora não gosta de parabéns e por isso nunca cantamos e também não faz questão de bolo tradicional.
Então decidimos fazer bolinhos como no aniversário anterior e Isa sugeriu deixar a “molecada” fazer uma “melecada”: cada uma montava o seu seu com as coisas preferidas. Essa foi a melhor ideia! Foi um sucesso e a maior farra!
A receita do bolinho é do Pitadinha e super fácil!
As coberturas foram:
- brigadeiro de colher (branco e chocolate) – é só fazer o brigadeiro normal e no fim acrescentar a caixa de creme de leite.
- doce de leite
- confete
- coco ralado
- bolinhas crocantes
- castanha

20140302-015809.jpg

20140302-015834.jpg

20140302-015857.jpg

20140302-015919.jpg

Além do “comando de valer” que Eder faz e que já é tradição, as brincadeiras foram sendo sugeridas por elas no decorrer da tarde. Teve dança das cadeiras, gato mia, imagem e ação, pega-pega. Teve a hora da fofoca e segredinhos (da qual eu participei, claaaaaaaro)… E eu ganhei muitos abraços e o apelido de Diva!
Foi muito legal ver Dorinha tão feliz, querida pelos amigos…

20140302-021329.jpg

20140302-021048.jpg

20140302-021021.jpg

20140302-020943.jpg

20140302-021433.jpg

No fim do dia a casa tava toda suja, tinha chocolate espalhado por tudo quanto é canto, eu tava sem voz, sem pés, um caco! Mas o coração tava cheio de amor!
Dorica foi dormir radiante e eu que tava preocupada em fazer algo simples e divertido fui dormir feliz com a lição de que onde tem pessoas (principalmente crianças), coisas são descartáveis!

20140302-021708.jpg

20140302-021728.jpg

20140302-021757.jpg

*fotos de celular (eu amo instagram… Pra ver muita foto de cachorro e de comida é só seguir @evinhac)

Aniversário de 10 anos aqui
Aniversário de 8 anos aqui

POSTADO ORIGINALMENTE EM 27.04.2012 NO BLOG DA LA POMME


Olha eu aqui com minhas peripécias novamente! :D
Eu sou fascinada por algumas coisas (caixas, latas, cadernos…) e mural para foto / lembranças / recados é uma delas!
Adoro!
Mas raramente compro um, eu gosto mesmo é de fazer! E é super simples.
Se não quiser, não precisa nem de moldura, é só escolher um tecido lindo e forrar uma placa de isopor!
Mas dessa vez fiz utilizando uma moldura velha.

Pra fazer com moldura não é difícil também!
1 – medir a área interna da moldura;
2 – cortar o isopor com essas medidas;
3 – antes de forrar conferir se o isopor cabe na moldura sem sobrar ou faltar;
4 – forrar o isopor com o tecido e prender com alfinete ou cola para isopor (eu gosto de usar alfinete porque depois posso trocar o tecido sem danificar nem o tecido nem o isopor);
5 – encaixar o isopor já forrado na moldura.
Pronto!
* Se quiser dar um acabamento é só cortar um papel no tamanho da moldura e colar na parte de trás.
Eu já fiz outros projetos assim aquiaquiaqui!

Se empolgou pra fazer no feriadão?!
Me conta se fizer tá?
Um feriadão bem legal pra vocês!
________________
Este post faz parte da #sextacriativa

Na época que fiquei sem postar aqui fiz uma série de posts no blog da La Pomme, o que você acham de trazê-los pra cá como fiz com esse?

Uma beijoca pra vocês!

Não é segredo pra ninguém {eu adoro essa frase :P } que eu amo prateleiras e que elas sempre estiveram presentes nas minhas casas. Nessa não seria diferente!
Resolvemos que aqui as paredes seriam brancas pra favorecer a iluminação, e por isso a cor {porque minha casa tem que ter cor} irá para os objetos e móveis.
As primeiras peças que ganharam cor foram as prateleiras, uma maneira simples de levar cor para as paredes brancas!

Pintar é bem fácil e o método vai depender do material que você vai usar, mas é basicamente isso:

- Limpar a peça (Se já tiver tinta ou verniz, lixar para remover)
- Dar uma demão de tinta usando um rolinho
A tinta que eu mais gosto de usar é a Coralit {cadê o patrocício, Coral?} a base d’água (já expliquei porque aqui)
- Esperar o tempo de secagem indicado na embalagem
- Lixar com uma lixa d’água bem fininha e ir repetindo esse processo (tinta / secagem / lixa) até obter a cobertura e o toque que te agrade.
É importante lixar porque a madeira tende a “arrepiar” quando recebe a tinta e a superfície fica áspera e desagradável ao toque.
- Respeite o tempo de secagem total (normalmente 72 horas) para instalar e colocar coisas em cima. Caso contrário, você terá a desagradável experiência dos objetos grudando na tinta.

Pronto, só isso!
{Eu, agoniada que sou, dei duas demãos, não lixei, não esperei o tempo suficiente de secagem. Depois sofro as consequências de meus atos}
Quer menos trabalho ainda? Compra contact colorido e forra!
Quer uma prateleira estampada? Usa tecido {já expliquei como aplicar tecido, aqui}

Eu já tinha as tábuas e suportes, então foi só pinta e instalar. Gastei apenas com a tinta.
Pra fazer prateleiras com bom custo benefício a dica é usar tábuas de pinos, elas são acessíveis e resistentes (muito mais que MDF).
É importante escolher o suporte adequado ao peso e tamanho da tábua. Nessas lojas tipo home center encontram-se os dois com facilidade.

Depois de pintadas e secas, é hora de instalar
Existe uma enorme variedade de prateleiras e suportes. Pra instalar tábuas o ideal é usar mão francesa {oi, tio Google!) ou os trilhos que usei, eles são perfeitos pra instalar várias prateleiras formando uma espécie de estante ou pra mudar a altura caso você não goste de como colocou.

Pra instalar usando mão francesa
- Meça a altura e marque com um lápis o local do furo
- Fura e fixe apenas uma mão francesa.
- Então apoie a tábua na mão francesa já fixada e com ajuda do nível bolha, ajuste a tábua para não ficar inclinado,  apoie o outro suporte, faça a marcação e proceda a furação e fixação.

Para instalar o trilho
- Defina a altura do trilho
- Meça a distância do teto até o primeiro furo de cima do trilho.
- Fure e coloque o primeiro parafuso prendendo o trilho (como um pêndulo). Deixe o parafuso frouxo, de forma que você consiga movimentar o trilho.
- Faça o pêndulo parar e estará no nível, marque os outro furos
- Fure a parde e parafuse os trilhos
- Fixe os suportes.

Dicas:
- Se for colocar muito peso em cima da prateleira, tome alguns cuidados para não fazer barriga em sua prateleira:
* Escolha uma tábua de madeira e não de MDF.
Se tiver que ser MDF escolha um beeeeeem grosso (entre 20 e 30mm)
* Não  coloque os suportes muito afastados um do outro.
*Use bucha e parafuso adequados ao peso. normalmente a no. 06 ou a 08 são ideais.
- Se for instalar em locais de passagem:
*Cuidado com a altura para não bater testas e ombros ao transitar próximo à prateleira. Coloque na altura da cintura pra baixo, ou 4 dedos acima da cabeça. Assim evita-se acidentes.

Lista de materiais
Para pintura:
- Tábua de madeira
- Tinta
- Rolinho de espuma e pincel
- Pincel
- Lixa d’água

Para instalação
- Nível
- Furadeira e broca para parede no tamanho da bucha utilizada
- Trena ou régua
- Suporte (mão francesa ou trilho para prateleira)
- Bucha e parafuso
- Chave estrela ou de fenda (dependendo do tipo de parafuso)

Me acho horrível explicando as coisas… humpft!
Você tem mais alguma dica? Coloca aí nos comentários que eu adiciono ao post!

Gostaram? Gostam de posts longos e explicativos assim?
Me contem!

Em todo meu histórico de pinturas em casa só 2 vezes comprei tintas coloridas.
Uma pra pintar essas cadeiras e a outra pra pintar a parede desse quarto.

Não me arrependi, mas não tenho a menor vontade de fazer novamente.
Acho muito mais legal temperar minha própria tinta e criar minha própria cor.

A dica vale pra qualquer tinta à base de água: látex, acrílica, pvc e até a esmalte {lembrando que tem a esmalte a base d’água e solvente e só dá certo se for a base d’água, mesmo o vendedor da loja diga que não serve}

Essa mistura serve pra pintar parede, madeira, papel, praticamente todo tipo de material… depende do tipo de tinta que você escolher (veja instruções do fabricante da tinta).

Você só vai precisar de tinta branca à base d’água (branco neve) e corante líquido ou pó xadrez.
O corante líquido é mais fácil de trabalhar e resulta em cores mais abertas. O pó xadrez tem uns macetes pra “não embolar” e resulta em cores mais terrosas (que eu particularmente não gosto). Se for necessário você pode usar numa mesma mistura o pó xadrez e o corante líquido.

Basicamente você vai misturar o corante com a tinta. Mas tem alguns truques e dicas:
- Antes de jogar o corante direto na tinta, faça um pré teste em um pouquinho de tinta a parte para ter certeza que eles se misturam sem problemas.
- Pra temperar usando o corante líquido é só jogá-lo direto dentro do recipiente com tinta branca e misturar. Mas se o corante for em pó, não joque direto porque será difícil conseguir uma mistura homogênea (vai embolar). Dilua previamente o pó, usando água. Num recipiente a parte, adicione água ao pó aos poucos até que fique líquido. Utilize um píncel para ajudar a dissolver e misturar. Aí sim você pode ir jogando essa mistura, devagar, na tinta branca.
- Não coloque uma grande quantidade de corante de uma vez, vá colocando aos poucos e misturando até chegar num tom um pouco mais claro que o desejado, porque depois de seco a tinta tende a escurecer. Pra testar, pinte um pequeno pedaço da superfície e espere o tempo de secagem ao toque para ver a cor como vai ficar. Leve também em consideração o local onde essa tinta vai ser aplicada, locais mais iluminados vão dar a impressão de uma cor mais claro e locais mais escuros vão dar a impressão de cores também mais escuras.


- É bom ir testando o tom da tinta sempre antes de acionar mais corante ou criar pincele a tinta em alguma superfície para ter uma noção melhor da cor.


- Se for criar uma cor composta, use um programa tipo Photoshop para ver a composição da cor desejada e ter noção das proporções de cada cor na composição. Não serve como parâmetro exato, apenas como norteador.
-Tente calcular mais ou menos quanto de tinta você vai usar e na dúvida faça a mais para não correr o risco de acabar e ter que fazer uma nova têmpera. Se isso acontecer você ficar com tintas de cores diferentes. Se não for usar toda a tinta branca, use um vidro com tampa para fazer a mistura, isso facilitará a identificação da cor posteriormente, caso sobre tinta.

Dica extra: você pode substituir a tinta branca por cola branca e terá como resultado uma cor mais pura (já que ao secar a cola fica transparente e a tinta não sofre a interferência da cor branca). Mas essa mistura só servirá para pequenas pinturas em objetos,  pintura de telas ou pintura decorativa em parede com essa e essa.

No mais é só seguir as instruções do fabricante da tinta.
Já fiz alguns posts com dicas de pintura:
- Restauração de móveis
- Paredes coloridas

Vantagens:

- Economia! Sai mais barato comprar a tinta branca e o corante que comprar a tinta preparada na cor desejada. Com uma mesma lata de tinta você faz várias cores. Só tempere a quantidade que vai usar.
Tendo tinta branca  e corantes você sempre poderá fazer a cor da tinta desejada em casa.
-Divertido! Escolha a cor, teste, misture, procure o tom certo, prepare sua própria cor!

Desvantagens:

- Se você não fizer a quantidade suficiente e tiver que refazer, ou se precisar fazer retoques futuros, provavelmente não conseguirá novamente o mesmo tom.
- Nem sempre você conseguirá atingir o tom e cores exatas que deseja, diferente de ter uma tabela de cores onde se escolhe exatamente a cor desejada
- Prático! Vai na loja, paga, leva e pinta (ou manda pintar)!

As fotos do post foram feitas de celular enquanto preparava cor da prateleira do quarto de Dorica!
Olha um pedacinho:
Em breve aqui!

Uma semana azul pra vocês :)

Lembram que eu mostrei esses dias como deixar os puxadores luxo, glória e poder?

Mas eu mesma não sigo meus conselhos e não embelezei nenhuma gaveta! “óia”

Eu usei uma moldura antiga que tinha aqui, cortei isopor na medida interna da moldura, forrei com tecido e encaixei na moldura (simples assim :D )
Aí fiz furinhos com a furadeira e coloquei gancho L e os puxadores!

Agora não tem mais desculpa pra perder as chaves ou esquecer um compromisso e de quebra ainda tem espaço pra recadinhos felizes!

Curtiu?

… TUDO!

Desde que postei a cadeira forrada de tecido que todo mundo me pergunta: como faz?
E eu sou meio lesa pra fazer passo a passo! humpft :(
Coloquei um link pro vídeo da Flávia Ferrari, mas muita gente reclamou que não conseguiu abrir.
Como a mesa de cabeceira que eu mostrei ontem eu forrei com tecido, resolvi fotografar tudo e tentar um PAP tá bão?



Primeiro você passa uma faixa de cola direto na superfície. Aí vem com o tecido e coloca em cima. Vai passando cola no resto do móvel e colocando o tecido. Simples assim gente!

Agora o truque:

Passar um rolinho de espuma enquanto a cola ainda tá molhada pra “esticar” o tecido. Tem gente que gosta de usar espátula – vai de gosto!

E assim vai até terminar de colar! Tem que cortar um tantinho aqui de tecido pra fazer o acabamento, outro corte alí pra virar o tecido pro outro lado do móvel. Cada peça tem um jeito diferente de fazer. Tem que ir sentindo o que precisa ser feito.

Depois de tudo seco é hora de pegar um estilete beeeeeem amolado e ir cortando as rebarbas de tecido. Outra forma de fazer isso é pegando uma lixa e passando no lugar que quer remover o tecido (nunca fiz assim, mas sei que dá certo)

Tá tudo seco? todas as rebarbas devidamente aparadas? Então pega a cola, dilui a cola com um pouco de àgua ( a quantidade vai depender de como tiver a cola que você tá usando) de maneira que ela fique fluida, mas não rala. É um tantinho só de àgua para cola não ficar muito grossa. Com um rolinho passa no móvel inteiro. Dependendo do móvel vale usar uma esponja pra passar a cola. Depois de seco é só pegar verniz spray e tschiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii nele todinho!

e voilá!

Arremata com rodinhas (totalmente opcional / totalmente útil) – Tem uma de silicone bem mais bonitinhas que essa aí que eu usei, mas no dia era o que eu tinha em mãos!

Minhas considerações (que eu considero, mas nem tanto assim e muitas vezes as desprezo, mas é tolamente por minha conta e risco)

- Na hora de escolher o tecido evite aqueles muito finos, normalmente eles mancham muito e são ruins de aplicar. Procure usar tecidos de algodão.
- A cola! Não pode ser dessas colas brancas escolares. Tem, que ser cola extra forte – chamam de rótulo azul, mas tem rótulos de tudo que é cor. Normalmente encontra em casa de material de construção, armazém…
- Quando aplicar o tecido a cola vai molhá-lo e deixá-lo com uma certa transparência, por isso a cor de fundo do móvel vai interferir. Por isso é bom sempre passar pelo menos uma demão de tinta branca antes do processo de colagem.
- Sobre tempo de secagem. Não sei! Isso vai variar de acordo com a sua cola, do tipo de tecido, do material do móvel, da temperatura e úmidade relativa do ar de onde você está  e de um tanto de outras coisas mais. Siga o que dizem os rótulos e na falta deles faça alguns testes. Experimente!
- O verniz spray não deve ser aplicado antes de impermeabilizar com a cola, as chances da aplicação não ficar uniforme é grande. Além disso o tecido tá ali totalmente poroso e vai “chupar” muito verniz, ou seja vai gastar muito muito mais verniz (que é mais caro que a cola). A depender de onde for ficar o móvel e sua utilização nem precisa do verniz, mas é bom usar!

A dica de ouro: Nunca fez? nunca usou aquele tipo cola? Não sabe se esse tecido vai dar certo? Ou qualquer dúvida decorrente, faz um teste num lugar pequeno. Não comece arriscando fazendo uma peça complicada cheia de detalhes ou num espaços muito grande. Vá devagar! Diga-se de passagem que eu não sigo muito essa regra (ou qualquer outra). Na minha agonia de fazer logo faço direto, mas por conta disso eu já perdi muita coisa, já tive que refazer muitas outras e outras vezes consegui o que queria. Tem que tá preparado para frustrações!

Na cabeceira tem:
Cestinhos - tok&stok
Rena – Gamela Presentes
Caleidoscópio Chá com Chita
Cofrinho La Pomme

Tem uma fórmula básica pra fazer móveis rápidos e super versáteis que eu sempre uso!
Juntar 4 tábuas e formar um caixote sem fundo.

Bom, esse aí é o princípio básico pra fazer o caixote! Daí vai variado altura e largura e quantidade de peças pra fazer muitas coisas legais.
Já fiz várias coisas aqui pra casa usando nesse esquema! Fuça aí o blog que tu acha… (mentira, no fim eu coloco o link tá certo?)

Esse nhem nhem nhem todo é pra mostrar no que se transformou a prateleira colorida do ex-quarto de Isadora (é! já mudei de novo… fica zonza não! Tô achando ainda o time da casa e aí é um muda muda intenso até achar o canto certo de cada coisa :D )

Esse é apenas um teaser…rs… pois é! Tenho que usar as palavrinhas da moda né não? Mas falando sério é só uma provocação, porque no fim essa ex-prateleira agora é uma mesa de cabeceira, mas não tá assim feinha não! ela tá com uma roupa linda!!

_______________________________
Tu me espera no próximo post?
Enquato espera olha aí 2 móveis feitos com o princípio do “caixote” e outros dois bem fáceis também:
4 móveis coringas e fáceis de fazer

Sábado pássado o telefone da La Pomme toca:
- La Pomme Bom dia!
- Eva?
- Pois não…
- É Mari! Preciso de Help…

Era Mariana! uma cliente que virou mais que cliente!
Resolveu se inspirar nas blogueiras arteiras e fazer uma transformação no quarto dela!
Comprou tinta, lixa e foi com força e coragem pintar TODOS os móveis do quarto…

E não deu certo, porque os móveis era lâminados, precisariam de muito lixa, muita mesmo e ela não ia ter braço nem tempo hábil pra fazer tudo!

Aí juntas colocamos nossas caixolinhas pra pensar e  ela optou por começar devagar e transformar aos poucos, com tecido e tinta spray (a danada agarra em praticamente qualquer coisa)
E ela e mais 5 amigas fizeram uma transformação linda no quarto dela:

Diz aí! Ficou um arraso não ficou?
E quando eu digo que eu tenho o melhor trabalho do mundo, que me permite conhecer as pessoas e um pouco da história delas!

Obrigada Mari pelo vídeo!
Adorei!

Um final de semana delicioso pra vocês e a gente se vê na #sextacriativa

O que é #sextacriativa?
A Esther  (ScrapStuff) criou essa hastag no twitter para estimular e divulgar ações criativas.
Vem ver quanta criatividade aparece por lá e se quiser participar é só publicar no twitter uma ideia criativa e incluir a hastag #sextacriativa

Oi pessoas!

Hoje tem um diquinha muito simples que eu fiz aqui e amei!
No blog da Thalita –  Casa de Colorir – tem uma seção chamada INSPIRAÇÃO PÉ NO CHÃO!
Aliás o blog todo da Thalita é bem pé no chão com uma ideia bem próxima das propostas que coloco aqui no peripécias! Vale muito a pena ir lá conhecer (se é que vocês já não conhecem!)

Sabe aquela mesa de ferro velha, que tá encostada, prestes a ir pro lixo??

Que tal uma lixadinha + tinta spray?

Um peça nova, divertida, original e alegre!

Eu usei a minha pra expor produtinhos téxteis aqui no ateliê!

Mas imagina como aparador, como mesa auxiliar na cozinha ou como penteadeira com um espelhão bem bonito!
Acho que deve ficar bem legal também!

E então gostaram?

beijoquitas e boa semana!

Acho que absolutamente toda criança tem uma relação de magia com cabaninhas e Isadora não é diferente!
Sempre pede pra fazer cabaninha, na cama, na cozinha, na minha cama, no chão… daquela que é só enche com um monte de travesseiros e jogar lençol em cima!

Dia desses navegando pela net num site gringo que não me recordo mais qual, vi um cabaninha molezinha de fazer!!! Na hora eu lembrei que tinha todo material (que não é muito) e prometi a ela que faria uma surpresa!

E esse sábado foi o dia de cumprir a promessa!

_MG_9889

Arrancar sorrisos de Isadora não é muito difícil não! E pra arrancar mais alguns eu precisei de:

4 ripinhas de madeira (eu usei essas que coloca no acabamento da soleira da porta)
1 cabo de vassoura
+/- 2 metros de tecido
2 metros de fita de cetim
Furadeira
Broca chata no. 22


Com a broca chata faça um furo nas quatro ripas (na mesma altura)

Encaixa o cabo de vassoura e assim bem rápido e simples fica pronta a base!

Depois é só medir o tecido, cortar e fazer o acabamento com costura!
Se não sabe costura usa cola quente ou cola de tecido.
Ah! não esquece de colocar fitinhas pra amarrar na armação.
E pra armação não abrir amarra uma madeirinha na outra com uma fitinha!

Eu coloquei umas luzinhas de Natal, não curti mas Isadora gostou, então ficou!
Nem preciso dizer que ela amou né?
E ainda inventou de dormir na cabana, eu ão queria deixar dormir no chão (o colchão não cabe dentro), mas Eder botou pilha! Dobrou um edredon, arrumou dentro da cabana e disse que podia! E ela dormiu a noite toda quetinha e acordou com um sorriso feliz!

_MG_9979


_MG_9982

No outro dia já tinha até plaquinha de Boas vindas!
Gostaram? É suuuuper fácil de fazer!
Coloque a mão na massa e ganhe um sorrisão do filho, sobrinho, neto!!!

Eu ganhei um sorrisão, um super abraço e um VALEU MÃAAAAAE!

Boa semana pra vocês!!1

© 2013 asperipeciasdeeva.com.br Suffusion theme by Sayontan Sinha